Senadores devem votar projeto que amplia faixa de isenção do Imposto de Renda

Se aprovado, o projeto vai isentar mais de 15 milhões de pessoas que recebem até dois salários mínimos por mês.

153

Os senadores vão analisar nesta terça-feira (16/4), a proposta que amplia a faixa de isenção do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF) para aqueles que ganham até dois salários mínimos , ou seja R$ 2.824,00. Atualmente, a isenção é para aqueles que recebem até R$ 2.640,00 por mês.

O projeto foi aprovado pelos senadores na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) na semana passada. A proposta, de autoria do governo, foi protocolada pelo deputado federal José Guimarães (PT-CE) e citada pelo presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, como uma das prioridades para o mês de abril.

Aprovado na Câmara dos Deputados em fevereiro, o projeto atualiza a tabela do IRPF a partir de 2025, para que se mantenha a faixa com alíquota zero igual a dois salários-mínimos.

Segundo o governo federal, a nova tabela isenta do Imposto de Renda cerca 15,8 milhões de brasileiros.  Entre eles, empregados, autônomos, aposentados, pensionistas e demais pessoas físicas que recebem até R$ 2.824,00.

O reajuste é o segundo aumento da faixa de isenção da cobrança do Imposto de Renda feito desde o início de governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Em 1º de maio de 2023, no Dia do Trabalhador, entrou em vigor o primeiro ajuste na tabela do IRPF após oito anos sem alterações.