Simpi/Datafolha: maioria das micro e pequenas indústrias desconhece cartão de crédito do BNDES

Apenas 5% das pequenas empresas e 1% das micro utilizam o cartão, canal criado pelo governo federal para emprestar recursos ao segmento

68

No segmento das micro e pequenas indústrias, um dos que mais encontram dificuldades para acessar financiamentos, apenas 5% das pequenas empresas e 1% das micro utilizam o Cartão BNDES, canal criado pelo governo federal para emprestar recursos ao segmento. É o que mostra a 10ª edição da pesquisa “Panorama da Micro e Pequena Indústria” encomendada ao Datafolha pelo Simpi, entidade que reúne as empresas deste dois portes.

“A baixa adesão ao Cartão BNDES ressalta a necessidade urgente de medidas que incentivem seu uso, considerando os potenciais benefícios para o crescimento e desenvolvimento das micro e pequenas indústrias em todo o país”, pontua o presidente do Simpi, Joseph Couri.

Os resultados da pesquisa, de acordo com Couri, apontam para uma lacuna significativa no entendimento e utilização do Cartão BNDES. Apenas 16% dos entrevistados afirmaram conhecer bem o produto, enquanto 48% disseram ter conhecimento, porém, de forma superficial.

“A penetração do cartão nas micro e pequenas indústrias é alarmantemente baixa, com apenas 1% de utilização efetiva”, lamenta o executivo.

Para Couri, os dados revelam uma clara desconexão entre o potencial do Cartão BNDES e sua efetiva adoção pelas micro e pequenas indústrias. “É crucial que as instituições promovam uma divulgação mais eficaz e esclarecedora sobre os benefícios desse instrumento para o setor”, sugere o presidente do Simpi.

Ainda, segundo a pesquisa, 98% das empresas que conhecem o Cartão BNDES não o utilizam atualmente. Na região Nordeste, nenhuma empresa utiliza o Cartão, enquanto na região Centro-Oeste/Norte, apenas 3% o utilizam.

“Observa-se uma diferença significativa entre pequenas e micro indústrias, sendo 5% de utilização entre as pequenas em comparação com 1% entre as micro indústrias. Uma ampla maioria de 87% das empresas nunca utilizou o Cartão BNDES no passado”, afirma o presidente do Simpi.

O Datafolha mostra ainda que, independente do acesso ao cartão, 26% avaliam que as condições de crédito oferecidas são muito adequadas, enquanto 29% consideram ser um pouco adequadas.

Na região Nordeste, destaca-se um porcentual mais elevado, com 38% das empresas que consideram as condições muito adequadas, contrastando com a região Sul, onde 15% avaliam como inadequadas.

“A avaliação positiva das condições de crédito mostra que, uma vez superadas as barreiras iniciais, as empresas reconhecem o potencial benéfico do Cartão BNDES para impulsionar seus negócios”, diz Couri.

Mais da metade das empresas, 51%, consideram as condições de crédito do Cartão BNDES melhores do que as oferecidas por outros bancos.

Joseph Couri destaca que “é encorajador ver que uma parcela significativa enxerga o Cartão BNDES como uma opção de crédito mais vantajosa em comparação com outras instituições financeiras”. “Este é um sinal claro de que a promoção dos benefícios do cartão pode resultar em uma adoção mais ampla”, reitera o executivo.

Couri diz ainda que o Simpi reforça seu compromisso em trabalhar em conjunto com instituições financeiras e órgãos governamentais para promover iniciativas que possam superar as barreiras identificadas nesta pesquisa e incentivar uma maior participação das micro e pequenas indústrias no acesso ao Cartão BNDES.