Procurador não pode se “submeter” a presidente de nenhum Poder e nem “brincar com o MP”, diz Lula em posse de Gonet

Presidente discursou durante cerimônia nesta segunda-feira (18)

75

Durante cerimônia de posse do novo procurador-Geral da República, Paulo Gustavo Gonet Branco, nesta segunda-feira (18), o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) defendeu que o ocupante ao cargo de comando do Ministério Público Federal (MPF) não tem o direito de “brincar” com a instituição, nem de submeter a quaisquer interesses dos Poderes.

“O Ministério Público é uma instituição tão grande que nenhum procurador tem o direito de brincar com ela”, declarou o presidente.

Ainda de acordo com o presidente, “um procurador não pode se submeter a um presidente da República; não pode se submeter a um presidente da Câmara, não pode se submeter a um presidente do Senado, não pode se submeter aos presidentes de outros Poderes, mas também não pode se submeter à manchete de nenhum jornal e nem à manchete de nenhum canal de televisão”. 

Lula confirmou a indicação do nome de Gonet à PGR no último dia 27, e o escolhido foi sabatinado e aprovado pelo Senado Federal na semana passada.