Ator José de Abreu é condenado a pagar R$ 30 mil de indenização por ofender jornalista Diogo Mainardi

296

Justiça de SP decidiu condenar o ator José de Abreu a pagar uma indenização de R$ 30 mil ao jornalista Diogo Mainardi. A controvérsia teve início em 2020, quando Abreu utilizou suas redes sociais para ofender Mainardi, chamando-o de “bandido” e “canalha”.

Além disso, o ator fez referência a uma suposta ligação do jornalista com o deputado federal Aécio Neves, insinuando que ele teria recebido dinheiro de forma ilícita.

O advogado de Diogo Mainardi, André Marsiglia Santos, argumentou no processo que Abreu não apenas proferiu ofensas, mas também inventou e distorceu informações com o intuito de prejudicar seu cliente. Segundo o advogado, o comportamento do ator configura uma perseguição desmedida e caluniosa contra o jornalista.

José de Abreu foi julgado à revelia, pois não apresentou defesa durante o processo. Na sentença, o juiz Airton Pinheiro de Castro afirmou que o ator claramente abusou de sua liberdade de expressão. O valor da indenização estabelecida em R$ 30 mil será acrescido de juros e correção monetária.

O artista já recorreu da decisão, argumentando que só tomou conhecimento do processo após a condenação. Ele afirma também que não foi devidamente citado para apresentar sua defesa, alegando que a citação foi enviada para um endereço que não corresponde à sua residência, impossibilitando que tomasse conhecimento do processo no prazo adequado. O ator sustenta que a sentença deve ser considerada nula. Até o momento, porém, o recurso ainda não foi analisado pela Justiça.