Apple lança óculos de realidade virtual, iOS 17 e computador de R$ 34 mil

0
350

A Apple apresentou nesta segunda-feira (5) um óculos de realidade virtual. O chamado Vision Pro marca a entrada da empresa neste segmento, que tem recebido grandes investimentos de concorrentes como a Meta, dona do Facebook.

Os óculos da Apple podem ser controlados com os olhos, as mãos e a voz. Eles podem ser usados para assistir vídeos, fazer chamadas de vídeo, navegar na internet e controlar objetos virtuais em 3D, por exemplo.

Vision Pro começará a ser vendido nos Estados Unidos no início de 2024 e custará US$ 3.499 (cerca de R$ 17.200, na conversão direta em 5 de junho). A empresa não divulgou previsão de lançamento e preços para o Brasil.

Como comparação, o Quest Pro, óculos mais caros da Meta, são vendidos por US$ 999 (R$ 4.900).

Vision Pro, óculos de realidade mista da Apple — Foto: Divulgação/Apple

Quem usar o dispositivo poderá ver o ambiente ao seu redor enquanto navegam no sistema e escolher se o visor fica transparente ou não para que outras pessoas possam ver seus olhos.

O aparelho também conta com um sistema de câmeras e microfones que permite gravar vídeos e tirar fotos em 3D.

Vision Pro, óculos de realidade mista da Apple — Foto: Divulgação/Apple

Os óculos funcionam com o novo sistema operacional visionOS, criado para atender às demandas de um dispositivo de realidade mista.

A novidade foi classificada como um dispositivo de “computação espacial” pelo presidente-executivo da Apple, Tim Cook. “É o primeiro dispositivo da Apple que você olha através dele, não para ele”, disse.

Tim Cook, presidente-executivo da Apple, durante a WWDC 2023 — Foto: Divulgação/Apple

Apple apresentou óculos de realidade mista Vision Pro na WWDC 2023 — Foto: Divulgação/Apple

O Vision Pro foi apresentado durante a WWDC, conferência anual da Apple para desenvolvedores. O evento também serviu para anunciar novos computadores, que contam com M2 Ultra, nova versão do processador da empresa.

Os lançamentos incluem novas versões do MacBook Air, que é apontado como o mais fino do mundo, e do Mac Pro, computador profissional que custará cerca de R$ 34.400 nos Estados Unidos. A empresa não anunciou os preços para o Brasil.

MacBook Air de 15 polegadas, apresentado pela Apple durante a WWDC 2023 — Foto: Divulgação/Apple

MacBook Air, linha de notebooks leves da Apple, ganhou uma versão de 15,3 polegadas. O aparelho tem 11,5 mm de espessura, o que, segundo a empresa, o torna o mais fino do mundo neste tamanho.

Ele ganhou um sistema de áudio com seis alto-falantes e promete melhorar a qualidade ao realizar chamadas de vídeo e reproduzir filmes e músicas.

O novo MacBook Air será vendido nos Estados Unidos por US$ 1.299 (cerca de R$ 6.400). O preço da versão de 13 polegadas do notebook caiu de US$ 1.199 para US$ 1.099 (R$ 5.400)

MacBook Air de 15 polegadas tem 11,5 mm de espessura — Foto: Divulgação/Aple

Já o Mac Studio, o computador da Apple com foco no uso profissional, ganhou uma versão com o novo chip M2 Ultra. Ele será vendido nos EUA por US$ 1.999 (R$ 9.800).

O dispositivo agora pode ser usado simultaneamente com até seis monitores Pro Display, da Apple, que têm resolução 6K cada um.

Segundo a Apple, o Mac Studio com o M2 Max é até 50% mais rápido que a versão com o M1 Max. E a versão com o novo M2 Ultra é até três vezes mais rápida que o modelo com o M1 Ultra, de acordo com a Apple.

A empresa também anunciou uma versão do Mac Pro com o M2 Ultra. O dispositivo era o único da Apple que ainda usava um processador da Intel. Ele será vendido nos EUA por US$ 6.999 (R$ 34.400).

Novos  Mac Studio e Mac Pro contam com o chip M2 Ultra, da Apple — Foto: Divulgação/Apple