Americanas tenta impedir na Justiça corte de luz e internet em suas lojas

0
145

Americanas entrou nesta segunda-feira, 30, com o pedido de recurso na Justiça do Rio de Janeiro para que as empresas de energia elétrica e telecomunicações não cortem por inadimplência os serviços de suas operações. Na petição, a varejista pede que Enel e Light mantenham o fornecimento do serviço de energia em suas lojas. A Americanas pede ainda que a Internet não seja cortada por falta de pagamento.

A Americanas pede uma multa diária de R$ 100 mil para manter os serviços funcionando.

Procurada Americanas não se pronunciou até a publicação desta reportagem.

De acordo com especialistas consultados pelo Estadão, a varejista precisa mais do que nunca manter sua operação funcionando para conseguir ampliar seu caixa e assim negociar preços e prazos melhores com os fornecedores.

Após bloqueios judiciais e cancelamento de adiantamentos, a varejista ficou com o caixa quase vazio. Conforme adiantou o Estadão, a empresa tem estimativa de quatro meses de estoque sem o aporte dos acionistas de referência – Jorge Paulo Lemann, Marcel Telles e Beto Sicupira.

Em 20 de janeiro deste ano, a companhia entrou em recuperação judicial, reportando dívidas de R$ 41 bilhões.