Vítimas de ataque de animais peçonhentos devem direcionar-se para o ambulatório do Cemetron

32

O Centro de Medicina Tropical de Rondônia – Cemetron, conta com um ambulatório especializado que funciona 24h,  para atendimento de pacientes vítimas de ataques de animais peçonhentos como: aranhas, escorpiões, lagartas de fogo e serpentes. 

O médico infectologista Bruno Costa e Silva, conta que a primeira providência a ser tomada nessas situações é manter a calma e direcionar-se ao Cemetron: “Não é necessário encaminhamento de outras unidades. É bem comum aqui na nossa região a chegada de pacientes picados pela serpente jararaca”.

Os animais peçonhentos, são aqueles que produzem peçonha (veneno), e suas vítimas devem ser tratadas com medicações específicas no âmbito hospitalar, tão logo necessitem de exames e tratamento contra o envenenamento. As práticas de sugar o veneno e tomar medicamentos sem prescrição não devem ser realizadas.

Costa e Silva enfatiza que quanto mais rápido o paciente chegar na unidade, melhor o prognóstico, evitando infecções secundárias. “Procure ajuda, encaminhe-se para as unidades referências em atendimento, na capital e no interior; quanto mais rápido realizar o tratamento, menos efeitos colaterais sofrerá”, ressalta. 

Os atendimentos de vítimas de animais peçonhentos é prioritário, o Cemetron fica localizado na Avenida Guaporé, número 215, no Bairro Lagoa, em Porto Velho.

O governador de Rondônia Marcos Rocha ressalta a importância de procurar atendimento no tipo de ocorrência citada e seguir as orientações médicas. “Na estrutura da saúde do estado temos o Cemetron que tem um atendimento especializado para o tipo de ocorrência, assim como o Hospital de Urgência e Emergência de Cacoal, Heuro em Cacoal, além do trabalho feito pelo Corpo de Bombeiros e a Agência Estadual de Vigilância em Saúde – Agevisa”.