Em Rondônia, Cero oferta tratamento especializado para crianças e adultos com autismo

28

O Centro de Reabilitação de Rondônia – Cero, que durante a pandemia serviu para atender pacientes com covid-19, atualmente retoma suas atividades a pacientes com transtorno do Espectro Autista – TEA. Em média, a unidade atende mais de 200 pacientes por semana entre crianças e adultos, onde o maior público é infantil. 

O Transtorno do Espectro Autista – TEA) é um distúrbio do neurodesenvolvimento caracterizado por desenvolvimento atípico, manifestações comportamentais, déficits na comunicação e na interação social, padrões de comportamentos repetitivos e estereotipados, podendo apresentar um repertório restrito de interesses e atividades. 

É preciso estar em alerta  aos sinais, pois os mesmos  podem ser notados ainda na infância, nos primeiros anos de vida, e persistem na adolescência e na vida adulta, caso não tenha o devido acompanhamento. 

A terapeuta ocupacional, Ariane Garcia explica a importância do serviço no Estado. “A nossa demanda é grande. Atendemos todo o Estado de Rondônia e alguns municípios do Amazonas. Então é importante ter uma equipe completa e uma estrutura boa para receber todos os pacientes. Aqui no Cero conseguimos ofertar esse serviço com qualidade”. 

O Cero realiza um atendimento especializado com mais de 20 profissionais envolvidos que, através de 30 sessões auxiliam no desenvolvimento dos pacientes. Entre os profissionais estão: Terapeuta Ocupacional; Fisioterapeuta infantil e adulto; Fonoaudiólogo; Psicólogo; Psicopedagogo e técnico em Enfermagem. 

O governador do Estado, Marcos Rocha destaca: “É extremamente importante pensar na educação e evolução social dessas crianças e adultos. O Cero vem se destacando com uma equipe completa, somado a um atendimento humanizado”.  

COMO RECEBER O TRATAMENTO?

O responsável pela criança ao perceber algum atraso no desenvolvimento e/ou alteração comportamental, pode se direcionar ao posto de saúde para buscar a primeira avaliação clínica de um profissional. Caso seja necessário, o responsável recebe um encaminhamento e dá início ao agendamento na regulação. 

Após essa etapa, o paciente é chamado até o Cero, onde começa o tratamento especializado, podendo realizar de 30 a 40 sessões. Após esses encontros, o médico avalia se teve alguma evolução ou não. Caso necessário, o paciente recebe um novo encaminhamento para iniciar novas sessões no Centro de Reabilitação até ter uma melhora significativa. 

Maria Valéria, mãe do paciente Gustavo Gomes destaca o atendimento que o filho vem recebendo. “Eu estou muito feliz de saber que meu filho está recebendo um tratamento de qualidade. O Cero possui excelentes profissionais, pessoas que cuidam bem das crianças. E a principal importância de termos o Cero é que todos os profissionais estão em um lugar só, sem precisar ficar se deslocando para conseguir atendimento. Só tenho A agradecer”, evidenciou Maria. 

HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO

O Cero funciona de segunda a sexta pela manhã e  tarde. Os atendimentos são feitos em crianças e adultos. O agendamento é feito por telefone ou após o encontro com os profissionais.