Passeio turístico no rio Madeira é reconhecido como patrimônio cultural e imaterial de Porto Velho

Lei foi sancionada esta semana pelo prefeito Hildon Chaves

37

Um dos maiores atrativos turísticos de Porto Velho, os passeios de barcos pelas águas do rio Madeira, onde as pessoas podem contemplar o pôr do sol da capital, ganhou esta semana maior importância e reconhecimento do poder público.

Na terça-feira (10), o prefeito de Porto Velho, Hildon Chaves, sancionou a Lei nº 3.009, de 10 de janeiro de 2023, tornando o passeio de barco pelo rio Madeira patrimônio cultural de natureza imaterial do município.

Conforme o texto do artigo 1º da lei, “fica reconhecido como patrimônio cultural e imaterial do Município de Porto Velho, o tradicional passeio de barco pelo rio Madeira, pelo seu reconhecido valor histórico e cultural”.

TURISMO E HISTÓRIA

Titular da Secretaria Municipal de Indústria, Comércio, Turismo e Trabalho (Semdestur), Glayce Bezerra fala da importância da lei não apenas do ponto de vista turístico para a cidade, mas também pelo significado histórico, já que Porto Velho teve início na margem do rio Madeira, através da construção da lendária ferrovia Madeira-Mamoré.

“Para a Semdestur é motivo de muito orgulho ter o reconhecimento dessa atividade turística como patrimônio cultural e imaterial do nosso município. Um dos mais importantes pontos turísticos de Porto Velho, que faz parte da nossa história, nossa cultura, consolidado no nosso Circuito Beradeiro. Vivenciar o pôr do sol, nos passeios de barco no rio Madeira, é contemplar riquezas que não devem e jamais serão esquecidas”, destacou.

O passeio no rio Madeira, conforme mencionou Glayce Bezerra, faz parte do Circuito Beradeiro (circuito turístico) mapeado pela Semdestur. “Ele é o maior afluente do rio Amazonas e durante o pôr do sol, o reflexo da luz faz com que as águas fiquem douradas, um espetáculo à parte”.

O pôr do sol é um espetáculo à parte para quem faz o passeio fluvial

ASSOCIAÇÃO

O presidente da Associação dos Barcos de Turismo e Flutuantes do Rio Madeira, Marcos Barroso Passos, disse que a lei é de grande importância, tanto para o reconhecimento de um dos principais pontos turísticos de Porto Velho e de Rondônia quanto para os profissionais que se dedicam há vários anos nessa atividade.

“Graças a Deus por esse reconhecimento. Meu pai, José Ribeiro Passos, foi um dos pioneiros nesses passeios, trabalhando por mais de 30 anos. E eu, seguindo os passos dele, já vou completar 30 anos”, afirmou.

Disse ainda que a lei representa a abertura de novas portas para o trabalho e mais oportunidades na geração de emprego e renda, além da valorização da atividade profissional. “Tenho o maior prazer em mostrar as nossas belezas naturais para os turistas e as pessoas daqui também”, comentou.

Atualmente, segundo o presidente da associação, quatro embarcações realizam esse tipo de passeio turístico. Eles saem do porto cai n’água em direção à ponte sobre o rio Madeira, depois seguem até as proximidades da hidrelétrica Santo Antônio e retornam para o porto.

HORÁRIOS

Os passeios acontecem de segunda-feira a domingo nos seguintes horários: de segunda a sexta-feira, das 16h às 18h. Aos sábados e domingos, das 9h às 18h. Tendo público suficiente, os barcos saem de uma em uma hora.

Durante o percurso, ao som de música ambiente, é feita uma breve explanação sobre a história de Porto Velho e também sobre o rio. Os turistas ainda podem saborear pratos regionais à base de peixes, bebidas e outras iguarias.