Trabalhadores podem buscar R$ 24,6 bi ‘esquecidos’ no PIS/Pasep pelo aplicativo do FGTS, diz Caixa

Resgate de valores de forma presencial nas agências da Caixa também é possível. Tem direito ao benefício quem trabalhou com carteira assinada entre 1971 e 1988.

49

A Caixa Econômica Federal informou nesta quinta-feira (25) que os trabalhadores podem consultar e solicitar o saque de valores relativos ao PIS/Pasep por meio do aplicativo do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS).

De acordo com a instituição, R$ 24,6 bilhões em cotas do PIS/Pasep estão disponíveis, e 10,6 milhões de pessoas têm valores a receber. Tem direito aos recursos quem trabalhou com carteira assinada na iniciativa privada, ou como servidor público, entre 1971 e 1988.

O valor médio das cotas é de R$ 2,3 mil, mas o saldo individual de cada um vai depender de quanto tempo a pessoa trabalhou, entre 1971 e 1988, e qual era seu salário naquele momento.

Em 2019, o governo autorizou que todos os trabalhadores pudessem buscar esses recursos e realizar o saque integral. Até aquele então, o dinheiro só podia ser sacado em casos específicos, como aposentadorias ou doenças graves.

Os valores também podem ser solicitados nas agências da Caixa. Para isso, os trabalhadores deverão levar os documentos necessários:

  • documento de identificação pessoal;
  • certidão do PIS/Pasep;
  • e declaração de dependentes habilitados.

“A forma mais fácil e rápida [de sacar os recursos] é por meio do APP o FGTS, que pode ser baixado gratuitamente”, declarou o vice-presidente da Caixa, Edilson Carrogi.

Como solicitar no aplicativo

Para solicitar o saque por meio do aplicativo do FGTS, os trabalhadores devem selecionar a mensagem “Você possui saque disponível”, e depois “Solicitar o saque do PIS/Pasep” e escolher a forma de saque: crédito em conta ou presencial.

De acordo com a Caixa, o saque pode ser creditado em conta bancária de qualquer instituição financeira indicada pelo trabalhador, sem custos.

Caso escolha receber os recursos em espécie, o saque pode ser feito com o “cartão cidadão” até o valor de R$ 3 mil em unidades lotéricas, ou terminais de autoatendimento da Caixa.

Na hipótese de o trabalhador ter falecido, seu parente beneficiário poderá buscar os recursos também no aplicativo.

Nesse caso, deve procurar “Meus saques” e, em seguida, “Outras situações de Saque” e “PIS/Pasep – Falecimento do trabalhador”. Basta anexar os documentos necessários (documento de identificação com foto, uma “selfie” e uma certidão do PIS/Pasep do INSS).