Porto Velho realiza o “Dia D” de imunização contra a poliomielite e multivacinação

Campanha segue até o dia 9 de setembro em unidades de saúde da capital

57

Como parte da mobilização nacional, a Prefeitura de Porto Velho promoveu, no último sábado (20), o “Dia D” da Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite e Multivacinação. A ação busca ampliar a cobertura vacinal com a imunização de crianças de 1 a 5 anos contra o vírus da poliomielite e com a atualização do cartão de vacina para crianças e adolescentes com até 15 anos de idade.

Conforme preconiza o Ministério da Saúde (MS), a campanha também é voltada às pessoas de todas as idades que ainda não foram vacinadas contra a covid-19 ou que ainda não completaram o esquema vacinal com a 1º,2º,3º ou 4º dose.

“Hoje é o dia que o Brasil todo para e todas as unidades, em todos os municípios, abrem as portas para oportunizar as doses e fazer com que as pessoas possam ir até uma unidade de saúde para tomar a vacina”, disse Eliana Pasini, titular da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa).

O “Dia D”, que acontece em todo o país, está sendo realizado simultaneamente em 18 unidades de saúde da capital, das 8h às 17h, e no Porto Velho Shopping, das 14h às 19h. A campanha também acontece nos distritos.

Ação foi oportunidade de atualizar a carteira de vacinação

De acordo com a Divisão de Imunização, do Departamento de Atenção Básica (DAB) da Semusa, a estratégia adotada pelo Ministério da Saúde é a imunização de rebanho. A ideia central do plano é formar uma corrente de pessoas imunizadas a fim de evitar a circulação do vírus da poliomielite no Brasil.

“O vírus da poliomielite voltou a ser uma preocupação nacional, mas não temos nenhum caso registrado da doença em Porto Velho e esperamos continuar assim. Então, toda criança, independente do calendário vacinal estar completo ou não, vai receber a dose contra pólio hoje para podermos conseguir fortalecer a imunidade de rebanho”, destacou a gerente de imunização, Elizeth Gomes.

Ainda de acordo com a Divisão de Imunização da Semusa, em Porto Velho cerca de 55 mil crianças estão aptas a receberem a vacina contra o vírus.

Regina Jacaúna, de 63 anos, é moradora do bairro Cuniã, na zona Leste. Ela aproveitou a ação para levar os netos Nícolas e Breno Jacaúna para serem vacinados na Unidade de Saúde da Família Pedacinho de Chão, no bairro Embratel.

Vagner Galhardo garantiu imunização do filho durante o Dia D

“É muito importante que as famílias tragam suas crianças para tomar a vacina, é uma forma de cuidar e proteger eles contra esse vírus que acabou entrando de novo no Brasil depois de muito tempo. Por isso, faço questão de participar porque é muito importante para a vida deles”, ressaltou a idosa.

Vagner Galhardo, de 46 anos, também aproveitou a campanha para tomar a vacina contra covid-19 na companhia do filho Miguel, que também recebeu a dose de proteção contra a poliomielite.

“Uma campanha como essa é fundamental porque previne do risco de contrair a doença. Com a vacinação nós enfraquecemos também a proliferação do vírus, evitando que outras pessoas se contaminem”, disse o morador do bairro Rio Madeira.

O “Dia D” é o ápice da campanha nacional que começou no início de agosto e vai até o dia 9 de setembro em todo o país. Quem não compareceu durante a ação pode procurar uma das unidades de saúde do município ou o Porto Velho Shopping até o dia 9 de setembro para ser imunizado.

Setores que não possuem cobertura de uma unidade de saúde receberão ações itinerantes com uma unidade móvel de saúde, como a que aconteceu no Residencial Morar Melhor e que vai acontecer no Residencial Orgulho do Madeira nos próximos dias.