O que muda na prática com a fusão entre HBO Max e Discovery+?

58

A HBO Max e o Discovery+ se tornarão uma única plataforma de streaming a partir de 2023, mas o que muda na prática para os usuários com a fusão?

Após a compra da WarnerMedia pelo grupo Discovery, o que resultou na criação da companhia Warner Bros. Discovery, uma questão vinha se formando: o que aconteceria com as duas plataformas de streaming da companhia.

Nos primeiros meses deste ano, foi revelado que uma fusão aconteceria no futuro entre HBO Max e Discovery+, e agora, na última semana, a Warner Bros. Discovery oficializou que os dois se tornarão um único serviço com início de transição previsto para 2023, inicialmente nos Estados Unidos, e passando para a América Latina logo em seguida.

Se por um lado o Discovery+ tem um público mais restrito, que é composto principalmente de pessoas que se interessam por reality shows e programas de variedades, a HBO Max se tornou um sucesso global desde seu lançamento.

Por isso, boa parte das pessoas está mais preocupada com o futuro da HBO Max, plataforma conhecida por sua seleção de conteúdos de alta qualidade e grandes conteúdos, que deixará de existir como conhecemos hoje após a fusão.

Então, vamos pontuar o que isto significa para os usuários, e o motivo de esta mudança estar acontecendo.

O fim da HBO Max?

hbo max discovery+ fusão

De certa forma, a HBO Max acabará a partir do ano que vem, com a fusão com o Discovery+. O prazo anunciado pela Warner Bros. Discovery foi de que a mudança acontecerá entre junho e setembro nos Estados Unidos, entre setembro e dezembro na América Latina, e a partir de 2024 em demais territórios em que as plataformas estão inseridas, inclusive na Europa.

A partir destas datas, HBO Max e Discovery+ se tornarão um único serviço de streaming que ainda não tem um nome, preços ou planos divulgados.

A HBO Max no Brasil tem custo mensal a partir de R$ 19,90 no plano mobile, e R$ 27,90 no plano multitelas, além de descontos quando contratada por 3 ou 12 meses. Já o Discovery+ custa R$ 21,90 por mês, e também possui desconto para o plano anual. Simplesmente somar os valores das assinaturas seria uma movimentação bastante arriscada.

Preços e planos a parte, outra preocupação dos usuários pode ser o que acontecerá com os conteúdos dos streamings. A expectativa é que se trate de uma combinação do que já existe nas duas plataformas, com talvez algumas remoções.

Pode-se esperar que as produções da DC e franquias como “Harry Potter” permanecerão por parte da HBO Max, enquanto programas de sucesso do Discovery+ como “Pesca Mortal” e “Irmãos à Obra” também devem ter seu lugar garantido no novo streaming.

A remoção de conteúdos por parte da HBO Max já é uma realidade, com seis filmes da Warner Bros. exclusivos do streaming removidos do catálogo da plataforma recentemente, além do cancelamento do lançamento do filme “Batgirl”, que iniciou as especulações acerca do futuro do streaming.

Algo comum entre os títulos em questão é que eles se tratavam de produções com o selo Max Originals, então é possível que a estratégia do novo streaming seja mais focada em agregar filmes lançados no cinema e séries veiculadas em canais de TV, como a HBO.

O motivo da fusão entre HBO Max e Discovery+

hbo max discovery+ fusão

Muitos assinantes destas plataformas de streaming vem se perguntando o motivo de a fusão acontecer, e tudo se resume a negócios no final das contas. Warner Bros. e Discovery concluíram uma fusão em abril deste ano, que criou uma nova corporação, responsável por estas mudanças.

Desde a fusão, a nova Warner Bros. Discovery já cortou US$ 825 milhões em conteúdo, de acordo com o SlashFilm. A ideia por trás disso pode ser simplesmente remover ou cancelar conteúdos para reduzir impostos e, assim, recuperar os investimentos feitos. Do mesmo modo, ir de um para dois aplicativos de streaming pode ser visto como uma medida para cortar custos.