Colômbia proíbe venda de iPhone no país por infrações de patente

106

Em janeiro, a Ericsson abriu um novo processo contra a Apple por infração de patentes de 5G. Agora, a gigante de telecomunicações conseguiu sua primeira vitória legal nesse sentido, com a Colômbia proibindo a venda de iPhone 12, iPhone 13 e iPad Pro com 5G no país.

Apple está lutando contra a liminar, mas é acusada de hipocrisia por se opor a três táticas legais que ela mesma usou no passado.

Resumindo toda a polêmica, a Apple deixou de pagar licenças de patentes a Ericsson em 2021, alegando que os valores eram excessivos. Sendo assim, a Ericsson acusou a Apple de infringir suas patentes em relação aos chips 5G usados ​​nos iPhones atuais.

A Foss Patents informou agora que a Colômbia se posicionou do lado da Ericsson, efetivamente proibindo a venda de iPhones no país. “Menos de seis meses após o início da atual onda de ações de violação de patente Ericsson v. Apple, a primeira proibição de vendas e importação já está sendo aplicada”, diz a companhia.

“Atualmente, a Apple não pode vender iPhones e iPads 5G na Colômbia ou importá-los para o país sul-americano. A determinação da violação já foi feita em abril. O tribunal exige que a Apple faça mais do que apenas interromper suas vendas de dispositivos 5G. A companhia deve avisar lojas, varejistas, proprietários de plataformas de mídia social, mídia de massa e plataformas de comércio eletrônico no território da Colômbia para garantir a conformidade.”

Como contra-ataque, a Apple está solicitando nos EUA uma indenização contra a Ericsson por sua perda de receita na Colômbia.

Como o 9to5Mac apontou, essa decisão em particular não é um grande problema para a Apple. A Colômbia é um mercado minúsculo para vendas de iPhone e iPad, e a perda de receita no país será pouco relevante para a companhia.

No entanto, outros países podem seguir o exemplo da Colômbia, e como a Apple não nega que está infringindo as patentes da Ericsson, ela tem poucos argumentos de defesa contra as mesmas acusações em outros países.