Município leva proteção social a famílias de baixa renda de Porto Velho

Ações ocorreram em várias frentes durante o ano de 2021

88

Como parte das ações de assistência social, o município promoveu diversas atividades continuadas aos mais de 79 mil inscritos no Cadastro Único (CadÚnico). A coordenação ocorre por meio dos Centros de Referência da Assistência Social (Cras).

Ao longo de 2021, os serviços chegaram a mais de 26 mil famílias de baixa renda e beneficiárias do Programa Bolsa Família, atual Auxílio Brasil. Os atendimentos e concessões de benefício eventual, atendimento psicossocial, visitas domiciliares, entre outros serviços, são gerenciados pela Secretaria Municipal de Assistência Social e da Família (Semasf), responsável pelos programas federais no âmbito do município, via Departamento de Proteção Social Básica.

De acordo com os dados da Semasf, os Cras Paulo Freire, Betinho, Irmã Dorothy, Elizabeth Paranhos, Pe. Teodoro Crommo, Dona Cotinha e Equipe Volante, localizados na zona urbana de Porto Velho, promoveram mais de 42 mil atendimentos com o Serviço de Proteção e Atendimento Integral à Família (Paif) e Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculo (SCFV).

Para atender aos distritos, o município montou uma equipe exclusiva, o Cras Volante. De forma estratégica, foram contempladas as comunidades de Niterói, Arco-Íris, Cujubim, Cujubinzinho, São Miguel, Faveira, Itacoã, Maravilha, Silveira, Distrito de Rio Pardo, Abunã, Vista Alegre de Abunã, União Bandeirantes, Nova Califórnia, Nova Mutum e Extrema.

Claudi Rocha, secretário municipal de assistência social

Famílias referenciadas nos Cras foram contempladas com cestas básicas para fortalecer a segurança alimentar. Ao todo, 4.169 unidades foram entregues a famílias que se encontram em vulnerabilidade social. Já o Auxílio Moradia foi entregue para 601 famílias de Porto Velho e do distrito de Jaci-Paraná. Este benefício é ofertado às famílias vítimas de alagações, enchentes, incêndios ou os que residem em áreas de risco, por exemplo.

PAA

Durante todo o ano passado, 86 instituições (entidades da sociedade civil organizada) participaram do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA). O PPA é um incentivo à agricultura familiar e ocorre de forma dedicada às famílias em situação de vulnerabilidade. Foram contempladas mais 1 mil famílias referenciadas nos Cras.

PLANTÃO CADÚNICO

Ações descentralizadas para garantir acesso aos benefícios sociais proporcionaram 1.477 atendimentos em área dos distritos do eixo da BR-364 e região do baixo Madeira como, por exemplo, Vila da Penha, Extrema, Nova Califórnia, Vista Alegre do Abunã e Comunidade Aliança.

CARTEIRA DO IDOSO

Durante o ano de 2021, foram emitidas 2,5 mil Carteiras Federais do Idoso para ter acesso a vagas em veículos do transporte interestadual. O atendimento foi para moradores de Porto Velho e distrito de Abunã.

CCI contemplou mais de 400 idosos no município

CCI

As unidades de Porto Velho e Abunã do Centro de Convivência do Idoso (CCI) contemplaram 440 idosos com o Projeto CCI em Casa. As equipes promoveram visitas domiciliares e entregaram cestas básicas, itens de higiene pessoal, entre outros.

PROJETOS PILOTOS

Ainda durante o último ano, a Semasf desenvolveu dois projetos pilotos, sendo: “Renovação”, em parceria com a Secretaria Nacional de Promoção e Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa (SNDPI), ligada ao Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, e o “Famílias Fortes”, em adesão ao programa da Secretaria Nacional da Família.

O Projeto “Renovação” foi desenvolvido com oficinas virtuais para idosos no Cras Dona Cotinha e no Centro de Convivenvia do Idoso (CCI), envolvendo temas ligados à saúde mental, bem-estar e longevidade, isolamento social, comunicação não-violenta, prevenção de crimes e golpes cometidos contra a faixa etária, entre outros. Nesta iniciativa, foram contemplados 25 idosos.

Já o “Famílias Fortes” foi desenvolvido de forma híbrida (virtual e presencial) com pais e filhos semanalmente. A ideia é contribuir na melhoria das relações familiares fortalecendo os processos de proteção e construção de resiliência familiar ampliando a capacidade do grupo familiar em lidar com os problemas e buscar soluções.