Mulher que denunciou agressão fingindo falar com cliente relembra o momento: ‘minha filha estava presente’

142

A cabeleireira que fingiu falar com uma cliente enquanto ligava para a Polícia Militar para denunciar o companheiro por agressão, relembrou o acontecimento e disse o que a motivou no momento. 

Ao jornal da TV Tem, a mulher, que não foi identificada, disse que o relacionamento era abusivo, conturbado e a base de violência física e psicológica. “Então houve assim um momento que chegou no ápice de aturar essa situação toda”, declarou.

A presença da filha lhe deu coragem para denunciar o companheiro. “Foi uns cinco minutos que me deu, porque eu vi que minha filha tava presente. Ele pegou uma barra de ferro e ameaçou me dar as barradas de ferro com a minha filha presente, então eu fingi que ia confirmar uma cliente por telefone, foi onde eu passei o endereço”, relembrou.

O caso aconteceu na quinta-feira (9), em Araçatuba, interior de São Paulo. Quando a polícia chegou ao local a vítima correu em direção aos agentes, dizendo que foi agredida e ameaçada de morte.

Os policiais abordaram o homem, que confirmou que teria discutido com sua companheira e lhe agredido. A mulher apresentava hematomas no rosto e foi levada ao pronto-socorro.

Após a vítima receber atendimento médico, ela e o agressor foram apresentados na delegacia de Polícia Judiciária. O homem foi detido e permanece preso, visto que a fiança, no valor de R$ 2.200 não foi paga e ficará à disposição da Justiça até o julgamento. Ainda segundo a polícia, ele já possuía antecedentes por crimes de roubo, furto, homicídio e tráfico de drogas.