IMUNIZAÇÃO | 10ª edição do drive-thru vacina público acima de 19 anos em Porto Velho

Vacinação foi destinada tanto para aplicação da primeira, quanto da segunda dose

125

O drive-thru de vacinação contra a Covid-19 no Prédio do Relógio já entrou para a programação semanal do município de Porto Velho. Na sexta-feira (13), para receber o público acima de 19 anos em sua 10ª edição, a ação coordenada pela Prefeitura da Capital ganhou até apresentações musicais para tornar o ambiente mais agradável e atrativo.

A imunização foi destinada tanto à aplicação da primeira quanto da segunda dose para as vacinas AstraZeneca, Pfizer e Coronovac. Apenas trabalhadores da educação puderam antecipar a segunda dose, os demais foram imunizados conforme a data do cartão de vacina.

“Fazemos um apelo para quem ainda não se imunizou, que busque um dos pontos de vacinação. Infelizmente existe uma deficiência nos grupos já convocados, uma demanda represada bem grande entre a faixa etária de 30 e 60 anos, de pessoas que não procuraram a vacina. Todos que já foram chamados e não compareceram, ainda podem se vacinar”, lembrou a gerente da divisão de imunização da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), Elizeth Gomes.

COLABORADORES

Aproximadamente 150 voluntários colaboraram com o drive-thru, entre eles 15 integrantes do Motoclube Bodes do Asfalto, de Porto Velho.

“Estamos aqui participando da vacinação como voluntários e o nosso clube tem como missão ajudar a humanidade, e isso aqui nada mais é do que ajudar a população nesse momento de Covid. A vacinação é muito importante, todo mundo tem que aderir para se prevenir contra essa doença”, reforçou o coordenador do Motoclube, Jacob Pereira Rebouças.

PÚBLICO-ALVO

Nas filas, pessoas ansiosas por uma dose de esperança, como Carlos Eduardo Araújo de Brito, de 19 anos, um dos primeiros da fila de pedestres. “Ainda estou ansioso, é a minha primeira dose. Os outros jovens devem tomar, é uma obrigação, não basta falar que precisa, tem que vir”, disse ele convocando outras pessoas.

No caso de Vitor Rocha, de 20 anos, a convocação de sua faixa etária já havia ocorrido desde a semana passada. Por falta de tempo, ele não pôde comparecer, mas nem por isso desistiu da vacina.

“A minha idade foi convocada semana passada e por conta de alguns serviços não consegui vir. Na minha família acho que o único que faltava era eu, então a oportunidade chegou e eu estou aqui. Tem muita gente que não quer tomar, mas é importante”, concluiu Vitor.

VACINA CONTRA A FOME

Além da aplicação de doses, o espaço serviu de ponto de coleta do projeto social “Vacina Contra a Fome”, coordenado pela primeira-dama do município, Ieda Chaves.

Alimentos não perecíveis são arrecadados em todos os postos de vacinação para posterior doação de cestas básicas a famílias e instituições carentes.

AGENDA DA VACINAÇÃO
Neste sábado (14), a vacinação continua em dois pontos fixos da cidade. De 9h às 13h na Escola Municipal de Ensino Fundamental Joaquim Vicente Rondon, localizada na rua Garopaba, 2615 – Cohab; e de 9h às 12h no Residencial Morar Melhor, situado na rua Miguel de Cervantes – Aeroclube. São necessários documento oficial com foto, CPF e cartão do SUS, além de cadastro no aplicativo SASI.

Já no domingo (15), a Semusa leva a vacinação aos distritos do Baixo Madeira através do Barco Saúde. “O Barco Saúde vai novamente para os distritos, iniciando em São Carlos e seguindo até Calama, para que a gente possa atender os distritos, comunidades, levando a segunda dose da vacina para dar continuidade ao esquema iniciado há dois meses e meio. E também levando atendimento médico e odontológico de retorno, assim como atendimentos especializados para a demanda reprimida do Baixo Madeira”, detalhou a secretária municipal de Saúde, Eliana Pasini.