COVID-19 Trabalhadores portuários são imunizados em Porto Velho

Equipes vão aos portos para atender trabalhadores administrativos e operacionais

124

Cerca de mil trabalhadores portuários já foram vacinados contra a Covid-19 na capital. A meta da Prefeitura de Porto Velho é atender 4.930 profissionais do setor. O processo de imunização neste grupo começou terça-feira (8).

O atendimento é feito por equipes da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa). Portuários e aeroportuários foram inseridos nos grupos prioritários de vacinação contra a Covid-19 de acordo com o que foi estabelecido pelo Plano Nacional de Operacionalização (PNO) e conforme o 19º informe técnico do Ministério da Saúde, no dia 25 de maio deste ano.

O enfermeiro Valdir Alves coordena o processo de vacinação na área portuária. Segundo ele, a equipe fez um levantamento minucioso do local e público a ser atendido.
“Por se tratar de locais distantes, precisamos de logística para o transporte das vacinas, conservação em temperatura ideal e fazer a aplicação como estabelece o Plano Nacional de Imunização (PNI)”, explicou.

Para que o trabalho seja executado com rapidez, a equipe de vacinadores tem apoio de funcionários designados pela direção das empresas de transporte aquaviário. Eles são responsáveis pelo atendimento prévio e lançam os dados no sistema do Ministério da Saúde, sob a supervisão da coordenadoria de imunização.

A vacinação é feita diretamente nos portos. Alguns deles estão mais distantes, como os de Cujubim e Belmont. Mas o serviço segue conforme planejado pela Prefeitura. 

“Nos Portos Cargil e Graneleiro já concluímos a imunização. Nesta sexta-feira (11), se não houver intercorrências, a nossa equipe fecha a vacinação no Porto Bertolini, e na próxima terça-feira (15), iremos trabalhar na região do Belmont”, disse Valdir Alves.

ALVO

O público-alvo do atendimento é formado por trabalhadores que fazem parte da tripulação das embarcações, profissionais dos setores administrativos e operacionais. 

“Peço aos gerentes dos portos no município, que encaminhem ofício para a Secretaria Municipal de Saúde informando quem são os trabalhadores que serão imunizados. O documento também pode ser enviado pelo e-mail: semusavacina@gmail.com”, finalizou o coordenador.