WhatsApp ganha opção de Pix e novas ferramentas de IA para empresas

Anúncio foi feito durante evento em São Paulo

52

A Meta anunciou, durante evento realizado nesta quinta-feira (6) em São Paulo, que está disponibilizando para os usuários do WhatsApp Pay o pagamento via Pix. Segundo o head de mercados estratégicos do app, Guilherme Horn, à Reuters, a função era uma das mais pedidas por empresas.

O que você precisa saber: 

  • Além da adição do Pix, a Meta liberou novas ferramentas de IA focada em empresas (WhatsApp Business);
  • Ela anunciou seu primeiro programa de segmentação de anúncios baseado em IA para empresas no WhatsApp;
  • O anúncio marca uma mudança para o mensageiro, que até então evitava os tipos de ferramentas de publicidade direcionada;
  • Entre outras novidades, ela também apresentou um chatbot de IA para responder a perguntas de clientes diretamente no chat — um teste inicial para convencer empresas a automatizar suas comunicações;
  • A tecnologia desembarcará por aqui em julho, e em português;
  • Vale lembrar que o Brasil é o segundo maior mercado do WhatsApp no mundo, atrás apenas da Índia. Assim, ele vem sendo usado junto ao país asiático para teste de ferramentas de pagamentos da Meta.

As novas ferramentas de IA para publicidade usarão o comportamento no Facebook e no Instagram para direcionar as mensagens aos clientes no WhatsApp, desde que os clientes usem o mesmo número de telefone ativado em todas as contas.

Sobre os recursos de IA voltado para anúncios, Horn acrescentou que essas ferramentas de IA darão às companhias a possibilidade de otimizar a entrega de anúncios com maior probabilidade de engajamento. “Isso é muito importante para as empresas porque elas estão pagando por essas mensagens”.

WhatsApp Pay e Pix 

Cabe lembrar que, quando o WhatsApp Pay foi lançado, em 2021, ele foi visto como um rival para o Pix no Brasil devido semelhanças entre as opções de transferência. De acordo com Horn, no entanto, as funções são, na verdade, complementares, seja na transferência de recursos ou para compra de produtos.

A ferramenta do Banco Central foi responsável por cerca de 39% das transações no Brasil em 2023, conforme dados do BC. O WhatsApp não divulga relatório sobre o tamanho da sua operação de pagamentos no país.