Alunos da escola Estudo e Trabalho celebram Dia Mundial do Meio Ambiente no Porto de Porto Velho

65

Para celebrar o Dia Mundial do Meio Ambiente, comemorado nesta quarta-feira (5), a Sociedade de Portos e Hidrovias de Rondônia (Soph), que administra o Porto de Porto Velho, e um grupo de agronegócio da Capital, realizaram uma ação para 44 estudantes da EEEFM Estudo e Trabalho, visando reforçar a importância da conscientização ambiental e da atividade prática para preservação do meio ambiente.

Para o governador de Rondônia, Marcos Rocha, a iniciativa mostra como a educação e a colaboração podem ser ferramentas poderosas para enfrentar os desafios ambientais. “Ao envolver os jovens em atividades significativas, como o planejamento de mudanças ambientais, o evento não apenas celebrou o Dia Internacional do Meio Ambiente, mas plantou sementes de responsabilidade ambiental, preparando as futuras gerações para cuidar melhor do meio ambiente”, salientou.

PROGRAMAÇÃO

Uma das atividades programadas na ação, foi a palestra do biólogo Flávio Terassini, que explicou sobre os processos de assoreamento e mudanças climáticas, seguindo o tema “Acelerar a restauração da Terra, a resiliência à seca e o progresso da desertificação”, que foi divulgado pela Organização das Nações Unidas (ONU) para data neste ano. Logo após o debate, os alunos puderam plantar mudas de espécies nativas, como açaí, ypê e mogno, pela área verde do complexo portuário.

O biólogo Flávio Terassini, apontou que o tema para 2024 é de extrema relevância para Região Amazônica, que experienciou um período de seca severa recentemente, afetando as operações dos portos da região. “Precisamos nos conscientizar nesse ponto, porque as próximas gerações vão sofrer muito mais do que nós sofremos hoje”, frisou.

A professora de ciências e biologia da escola Estudo e Trabalho, Isabel Lucena, destacou a importância das atividades para que os alunos possam aplicar isso na realidade deles. “Uma coisa é falar sobre colocar uma semente na terra, outra coisa é você de fato plantar, escolher o local e saber cuidar.”

O diretor-presidente da Soph, Fernando Parente, que se juntou aos alunos e plantou sua própria muda, ressaltou o compromisso do Porto com as pautas ambientais. “O Porto busca sempre através dessas ações, em parceria com os órgãos fiscalizadores e também dos operadores portuários, uma melhor qualidade da operação relacionado à preservação e sustentabilidade, para que possamos diminuir os impactos ambientais.”