Arrecadação soma R$ 190,6 bi e bate recorde para o mês de março

Avançou 7,22% em termos reais em relação ao mesmo mês de 2023; no trimestre, somou R$ 660,89 bilhões

99
Moedas, dinheiro, Real. Brasilia, 03-09-18. Foto: Sérgio Lima/Poder360

A arrecadação do governo federal somou R$ 190,6 bilhões em março, o maior valor para o mês desde 1995, o início da série histórica. Subiu 7,22% em termos reais (corrigidos pela inflação) em relação ao mesmo mês de 2023. A Receita Federal divulgou o resultado nesta 3ª feira (23.abr.2024). Eis a íntegra da apresentação (PDF – 584 kB) e do relatório (PDF – 1 MB).

No 1º trimestre, a arrecadação somou R$ 660,85 bilhões em valores atuais. Representa uma alta real de 8,36% em comparação com o mesmo período do ano passado. Também é recorde na série histórica….

Segundo o Fisco, a arrecadação administrada pela Receita somou R$ 182,9 bilhões em março, uma alta real de 6,06% em relação ao mesmo mês de 2023. Já a arrecadação administrada por outros órgãos somou R$ 7,7 bilhões, um crescimento real de 44,87% em relação a março do ano anterior. …

A Receita Federal disse que o governo arrecadou R$ 3,38 bilhões em março com a taxação de fundos exclusivos. No 1º trimestre, a receita com a modalidade foi de R$ 11,32 bilhões.

Em novembro de 2023, o Congresso aprovou projeto prioritário para o governo para tributação mais dura de offshores e fundos exclusivos.

RENÚNCIA FISCAL

O governo deixou de arrecadar R$ 31,17 bilhões no 1º trimestre por causa de renúncias fiscais. Entre elas estão desonerações tributárias para cesta básica, planos de saúde e outros. O valor caiu R$ 6,4 bilhões em comparação com 2023, quando somou R$ 37,6 bilhões.

Segundo a Receita Federal, a desoneração da folha de salário de 17 setores somou R$ 4,2 bilhões de janeiro a março. O valor é R$ 1,8 bilhão a mais que o registrado no mesmo intervalo de tempo de 2023 (R$ 2,4 bilhões). …