Empreendedores comemoram sucesso da Feira de Agricultura Familiar, em Porto Velho

137

Os expositores da Feira de Agricultura Familiar, realizada na primeira sexta-feira de cada mês, no acesso D de um Shopping na capital, comemoram os resultados das vendas e visibilidade dos produtos, no local onde circulam centenas de pessoas. O evento, desenvolvido pelo Governo de Rondônia, aconteceu na sexta-feira (5), das 16h às 21h, e reuniu compradores interessados em chocolates, defumados, artesanatos e vários outros produtos em exposição.

A Feira é produzida pela Secretaria de Estado da Agricultura (Seagri), através da Coordenadoria de Agricultura Familiar (Cafamiliar), em parceria com outros órgãos do setor produtivo, a exemplo da Entidade Autárquica de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Rondônia (Emater-RO).

O governador Marcos Rocha destacou a importância do evento e disse que, as feiras são oportunidades de expandir os negócios para os pequenos produtores. “Estamos abrindo portas para mais vendas, e para que, mais pessoas possam conhecer a qualidade dos produtos comercializados”, disse o governador.

Para o titular da Seagri, Luiz Paulo, os pequenos negócios garantem qualidade de vida aos produtores e artesãos, e as feiras se transformam em grandes possibilidades.

OPORTUNIDADES

A artesã Radassa Oliveira, expôs sua mercadoria na feira e destacou o apoio do Governo de Rondônia, que lhe garantiu mais vendas e a chance de mostrar o trabalho para várias pessoas. “Nossas peças são produzidas a partir da natureza. São utilizados itens como tucumã, jarina, ouriço de castanha, entre outros produtos”, disse Radassa.

Marcelo Alves Medeiros, representante de uma marca de chocolate premiado nacionalmente, também elogiou a iniciativa, ao abrir mais uma oportunidade de apresentar seus produtos. “Assim como a carne e  café, o cacau também tem qualidade. Agradecemos por estar mostrando nosso produto para os rondonienses”, disse ele, que esteve em Brasília, representando os produtores de cacau no Rondônia Day, promovido pelo Governo do Estado.

O produtor de cacau contou que, a esposa Marilda Tiengo da Silva, tem certificação de cursos profissionais para manipulação do chocolate. Marcelo Alves disse ainda que, sua história começou com o pai de Marilda. Na década de 70, em Jaru, a vassoura de bruxa consumiu todo cacau da plantação, obrigando a família a vir morar na zona urbana, mas logo que as pesquisas avançaram, a família voltou a plantar o cacau. Marilda então, iniciou o processo de transformação das amêndoas em chocolate e, após os cursos, investiu em chocolates finos que recebeu premiação no Brasil.

Após o reconhecimento nacional, a família foi procurada para aumentar a produção. “Estamos aqui, apresentando nosso chocolate em Porto Velho, graças ao apoio do Governo”, salientou Marcelo Medeiros.