Governador Marcos Rocha confirma piso nacional do magistério, beneficiando mais de 23 mil servidores

O Governador destacou eficiência da educação pública devido ao empenho dos profissionais do setor

132

O governador Marcos Rocha confirmou na quarta-feira, 3, que o Governo de Rondônia aderiu à Portaria do Ministério da Educação (MEC) que atualiza o valor do piso salarial nacional do magistério. O valor do salário mínimo pago à categoria que se encaixa nesta legislação passa a ser de R$4.580 mil, conforme estipulado pela União. O Governo do Estado, mais uma vez, foi além e estendeu o benefício aos técnicos e analistas educacionais, servidores que não são assistidos pela lei de atualização do piso.

Essa extensão foi determinada pelo governador Marcos Rocha por entender a importância da categoria para o bom desenvolvimento do setor. A medida beneficia mais de 23 mil profissionais em todo Estado, sendo 14.984 mil professores e 8.040 técnicos e analistas.

Ainda segundo Marcos Rocha, o pagamento atualizado de todos os profissionais da educação começa a ser feito a partir do mês de maio. O retroativo a janeiro, ao qual somente os professores do magistério têm direito, será efetuado a partir do mês de abril. O retroativo a abril dos técnicos e analistas será implantado na folha de maio.

“Um dos meus objetivos enquanto governador é poder contribuir com o desenvolvimento da educação pública de Rondônia, e isso só é possível com a valorização dos profissionais da educação. Os níveis de qualidade da educação de Rondônia estão melhores por causa da soma de esforços da comunidade escolar e do Governo para que tenhamos resultados cada vez mais altos”, comentou Marcos Rocha sobre o assunto. Além do acompanhamento dessas atualizações do piso, o Governo tem mantido em dia os pagamentos de licença prêmio em pecúnia. Somente no ano passado, foram pagos R$46.681.97 milhões do benefício aos profissionais da educação.