Costa Marques foi o primeiro município a encerrar inscrições para cursos do programa Estadual Vencer

152

Lançado pelo Governo de Rondônia, em janeiro de 2024, com o objetivo de capacitar profissionalmente cerca de 10 mil pessoas, ao ano, por meio de 45 cursos em 13 eixos tecnológicos, o Programa Vencer fechou todas as 268 vagas disponibilizadas para pessoas em situação de vulnerabilidade, em Costa Marques, pertencente à Regional da Secretaria de Estado da Assistência e do Desenvolvimento (Seas), no município de São Francisco do Guaporé.

O Programa garante a participação de até duas pessoas de uma mesma família, que durante um ano receberão um auxílio financeiro mensal de R$ 200, cada uma, e ao final um kit profissional, contendo as ferramentas necessárias para profissão escolhida. Têm prioridade os beneficiários cadastrados no Cadastro Único (CadÚnico), que pertencerem a algum dos seguintes grupos: mulheres inseridas no Programa Mulher Protegida, catadores de materiais recicláveis, pessoas com deficiência e mães atípicas.

A Regional de São Francisco abrange também os municípios de São Miguel e Seringueiras, porém a escolha por Costa Marques à realização dos cursos ocorreu considerando-se o maior número de famílias em situação de vulnerabilidade socioeconômica.

Nas demais regionais, as inscrições seguem até 2 de setembro ou até preencher o número de vagas disponibilizadas.

O governador de Rondonia, Marcos Rocha ressaltou que o Programa será contínuo, e que a cada ano ofertará 10 mil vagas, dando oportunidade de capacitação para muitos interessados.

“Nosso foco neste momento são as pessoas em situação de vulnerabilidade, com prioridade para as mulheres inseridas no Programa Mulher Protegida, catadores de materiais recicláveis, Pessoas com Deficiência (PcD) e mães atípicas”, pontuou o governador.

Com salário que varia entre R$ 1.600 e R$ 2.600, costureiro industrial do vestuário é um dos cursos ofertados para Costa Marques, com carga horária de 160 horas, enquanto costureiro sob medida – modelagem (corte e costura), com carga horária de 212 horas, tem salário estimado entre R$ 1.600 e R$ 2.800; e salgadeiro, R$ 1.500 a R$ 2.300, com carga horária de 160 horas.

A lista também contempla os cursos de padeiro (260 horas); confeiteiro (300 horas); cabeleireiro (400 horas); bem como chapista, pizzaiolo, manicure e pedicure e maquiador/designer de cílios e sobrancelhas, que têm carga horária de 160 horas, cada.