Tesouro de 1.300 anos encontrado em tumba no Panamá

Arqueólogos descobrem tumba de chefe pré-hispânico com tesouros de ouro, incluindo brincos de dentes de baleia, na necrópole de El Caño

103

Arqueólogos no Panamá descobriram a espetacular tumba de um chefe pré-hispânico cujas oferendas funerárias formam um tesouro que inclui itens luxuosos de ouro e brincos feitos de dentes de baleia, entre outros. Datado de cerca de 750 DC, o homem adulto enterrado dentro do túmulo provavelmente foi um membro de alto status da antiga cultura Gran Coclé, famosa por sua ourivesaria de ouro nos tempos pré-colombianos.

O sepultamento foi descoberto dentro de uma necrópole conhecida como o parque arqueológico El Caño, onde outros túmulos, bem como monólitos de pedra e estruturas cerimoniais de madeira, foram encontrados anteriormente.

tesouro

Segundo o Ministério da Cultura do Panamá, o local esteve em uso entre aproximadamente 700 e 1000 DC e já rendeu uma série de “múltiplos sepultamentos”. Cada um contém entre oito e 32 corpos pertencentes a membros da elite e indivíduos de posição inferior que foram sacrificados para acompanhar seus superiores na vida após a morte.

Atualmente, não está claro quantas pessoas foram enterradas dentro do túmulo recém-descoberto, embora os arqueólogos tenham confirmado que o senhor Coclé foi enterrado com o rosto para baixo em cima do corpo de uma mulher, conforme era costume nesta sociedade.

Tesouro encontrado

  • Ao lado dos restos mortais, os pesquisadores descobriram grandes quantidades de artefatos de cerâmica, bem como peças de ouro com valor monetário e histórico enormes.
  • Entre esses itens funerários estavam cinco placas de ouro para o peito, dois cintos de contas de ouro, dois brincos em forma de humanos (um homem e uma mulher), outro brinco em forma de “crocodilo duplo” e uma série de placas circulares de ouro.
  • Outros cinco brincos decorados com dentes de cachalote com capas de ouro também foram encontrados na tumba, assim como pulseiras e roupas elaboradas com dentes de cachorro.
  • Outros objetos enterrados com o chefe incluem uma série de flautas de osso, dois chocalhos e um colar de contas.
  • Os arqueólogos ainda estão no processo de escavação da tumba para aprender mais sobre seus habitantes antigos e suas elaboradas posses.
  • Acredita-se que a cultura Gran Coclé tenha existido aproximadamente de 200 a.C. a 1550 EC, no que é agora o Panamá, sendo conhecida por seus artefatos de ouro habilmente criados.
  • Exemplos espetaculares desses itens habilmente elaborados foram encontrados em inúmeros locais de sepultamento antigos em todo o país.