Rondônia amplia oferta de cursos técnicos com planejamento estratégico para atender comunidades

69

O Governo de Rondônia ampliou no ano passado, a oferta de cursos técnicos, por meio do Instituto Estadual de Desenvolvimento da Educação Profissional (Idep). Até o mês de novembro, matricularam-se 1.704 estudantes interessados em se formar em uma nova profissão ou abrir o próprio negócio, com o diploma de um curso técnico. É um dado significante em comparação a 2019, quando o Idep começava a se consolidar no setor educacional. Naquele ano, foram realizadas 350 matrículas em cursos técnicos.

Com isso, o cidadão rondoniense teve mais acesso à modalidade de ensino, que segundo estudos publicados em 2023, garante acesso mais rápido no mercado de trabalho com melhores salários.

Prioridade no planejamento estratégico da gestão Estadual, a expansão do ensino profissionalizante, viabilizou a realização de cursos técnicos em regiões, onde nunca tinha sido oferecido formação dessa natureza.

COMUNIDADES REMOTAS

Na região do Baixo-Madeira, por exemplo, foram realizadas duas formaturas do curso Técnico em Administração, sendo um no distrito de São Carlos e a outra em Calama. Além de beneficiar populações ribeirinhas, a interiorização da qualificação da mão de obra contemplou outras comunidades remotas, como indígenas e quilombolas.

Em 2023, aconteceu ainda, a formatura do Curso Técnico em Agroecologia na Aldeia Serrinha Tupari, na Terra Indígena Rio Branco, em Alta Floresta do Oeste. Quilombolas também foram beneficiados com a descentralização da educação profissional. No Mês de dezembro foi realizada a formatura do Curso Técnico em Agroecologia no Quilombo Real Forte Príncipe da Beira, em Costa Marques.

CASOS DE SUCESSO

Para o governador de Rondônia, Marcos Rocha, que no início de 2022 abriu o ano letivo do Idep, anunciando 450 vagas de cursos técnicos na Capital, a ampliação desse nível de ensino em 2023, representou o cumprimento de mais uma meta do Governo em fortalecer e expandir a educação profissional.

“No ano passado, Rondônia foi destaque nacional com indicadores positivos na economia e os avanços foram resultados de investimentos que estão sendo realizados para garantir a geração de emprego e renda”, salientou Marcos Rocha, referenciando os inúmeros casos de sucesso, que saíram do Idep.

Fernando Castro Nascimento, de 32 anos, que mora no Bairro Aeroclube, na Zona Sul de Porto Velho, personifica a ascensão profissional que a instituição de ensino profissionalizante está viabilizando para seus alunos.

Depois de se formar no Curso Técnico em Comércio pela Escola Técnica Estadual (Etec) do Idep, Fernando Castro conseguiu uma promoção na empresa, onde começou como vendedor. “Agora sou gerente de compras de três lojas de utilidades, sendo uma na zona Leste da Capital e duas em Guajará-Mirim”, comemora as conquistas alcançadas em 2023 devido ao novo aprendizado.