Novo programa do governo vai conferir qualidade da internet dos celulares

O ConectaBR visa melhorar a cobertura e a qualidade da banda larga móvel (4G e 5G) no país ao exigir soluções das operadoras

171

O governo federal lançou, nesta semana, o ConectaBR, um programa nacional para melhorar a cobertura e a qualidade da banda larga móvel – a internet do seu celular (4G e 5G).

Para quem tem pressa:

  • O governo federal lançou o programa ConectaBR com o objetivo de melhorar a cobertura e a qualidade da banda larga móvel (4G e 5G) no país;
  • O programa visa ampliar a área de acesso à internet, reduzir desigualdades regionais e impulsionar o desenvolvimento social e econômico;
  • O ConectaBR exige soluções para falhas de conexão e baixo desempenho, além de prever sanções pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel);
  • As operadoras devem garantir uma velocidade mínima de 10 Megabytes por segundo para a tecnologia 4G e 100 Megabytes por segundo para o 5G;
  • A implementação e supervisão do programa serão realizadas pela Anatel, que também monitorará e avaliará a prestação de serviço.

O objetivo do programa é ampliar a área em que o acesso à internet é possível no país, reduzir desigualdades regionais e estimular o desenvolvimento social e econômico.

O projeto será desenvolvido e implementado pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), que também vai monitorar e avaliar a prestação de serviço, conforme publicado pela Agência Brasil.

ConectaBR

Pessoa usando celular num dia ensolarado

O novo programa do governo exige a solução para as falhas de conexão e baixos índices de desempenho, além de prever sanções por meio da Anatel. As operadoras que solucionarem os problemas terão reconhecimento por meio de um selo de qualidade.

A partir da mudança, as operadoras deverão garantir velocidade mínima da tecnologia 4G de cerca de 10 Megabytes por segundo. No caso do 5G, a velocidade mínima é de 100 Megabytes por segundo.

A portaria de implementação da nova política foi assinada durante a primeira Blitz da Telefonia Móvel, realizada na Grande São Luís, no Maranhão. As equipes, junto ao ministro das Comunicações Juscelino Filho, fizeram a medição do sinal e taxa de download em três pontos.

A blitz na capital maranhense foi a primeira de uma série de monitoramentos coordenados pelo Ministério das Comunicações. Ainda em 2023, Cuiabá (MT) e João Pessoa (PB) devem receber as equipes da Anatel.