Obras do Sistema de Esgotamento Sanitário avançam em Ji-Paraná

98
default

O município de Ji-Paraná tem passado por transformação de novos cenários com o avanço das obras do Sistema de Esgotamento Sanitário, que irá contemplar cerca de 85% da população local. Os trabalhos são frutos da iniciativa do Governo de Rondônia, que desde 2019 tem dado andamento às obras oriundas do Programa de Aceleração do Crescimento – PAC, do Governo Federal. Em sua totalidade, a obra gerenciada e fiscalizada pela Secretaria de Estado de Obras e Serviços Públicos – Seosp já conta com 39,15% de execução realizada.

A construção das oitos lagoas de tratamento de esgoto, por exemplo, já registra um avanço expressivo, chegando à marca de, aproximadamente 70% de trabalho executado. De acordo com o engenheiro fiscal da Seosp, Jefferson Gonçalves, os trabalhos das quatro lagoas anaeróbicas já foram concluídos. No momento, está sendo finalizada a escavação das outras quatro lagoas facultativas. “É uma obra vultuosa, que passa por constante mudança de cenário devido à celeridade dos trabalhos. Na sequência, daremos início à compactação dos taludes, que são os anéis que envolvem a lagoa para fazer a contenção dos dejetos que ali vão ser depositados”, descreveu.

Ainda conforme explicado pelo engenheiro, o sistema de esgoto engloba toda a parte de captação do esgoto sanitário nos bairros até a chegada à Estação de Tratamento de Esgoto – ETE, onde ocorre o processo de tratamento desse material. Ou seja, uma obra completa que vai beneficiar e promover saúde pública para os ji-paranaenses.

INVESTIMENTO

Todo o Sistema de Esgotamento Sanitário está orçado em R$ 148 milhões, que serão convertidos em benefícios à população, oriundos de recursos do Governo Federal, e contrapartida do Governo do Estado. Para o titular da Seosp, Elias Rezende, o avanço das obras em Ji-Paraná reafirma o compromisso do Governo de Rondônia em dar celeridade às obras, primando pela qualidade de vida e saúde da população. “Saneamento é fundamental, uma realidade que agora com as obras de esgotamento sanitário em andamento vai assistir a população com tratamento de esgoto. Consequentemente teremos menos pessoas doentes e menos danos ao meio ambiente”, salientou.

REDE COLETORA

Paralelo aos trabalhos de execução das lagoas de tratamento, acontece a instalação da rede coletora, distribuída em sete frentes de serviço nas ruas do município. No momento, os trabalhos se concentram na área comercial do 2º distrito de Ji – Paraná.

Conforme descrito pelo engenheiro fiscal da Seosp, Jefferson Gonçalves, estão em execução os serviços de instalação da rede coletora e ramais de ligação, que consistem na escavação, regularização do fundo da vala, instalação do tubo coletor e o reaterro compactado. Após a conclusão dos trabalhos, é feita a recomposição asfáltica, por meio da atuação do Departamento Estadual de Estradas de Rodagem e Transportes – DER.

O contrato atual, em execução, prevê a instalação de aproximadamente 310 quilômetros de rede coletora no município. Até o momento, já foram executados mais de 142 quilômetros de rede instaladas por toda a cidade de Ji-Paraná, representando 45,84% de avanço nos trabalhos executados nas ruas. A previsão de conclusão da instalação da rede coletora na região comercial do 2º distrito segue até meados de novembro deste ano.

CIDADÃO CONSCIENTE

Em virtude da execução dos serviços, é importante que a população esteja atenta quanto aos cuidados no entorno das obras. A celeridade dos trabalhos passa a ganhar mais força a partir da conscientização da população, ao evitar o despejo de água servida nas calçadas, que são águas utilizadas pela população para uso doméstico. Dessa forma, a execução dos serviços não fica comprometida e o processo de conclusão se torna mais eficaz.