Projeto “Condutores em Ação” é realizado pelo Detran em Porto Velho

0
187

Segundo dados do Observatório Nacional de Segurança Viária – ONSV, 90% dos sinistros de trânsito ocorrem por falhas humanas, que podem envolver desde a desatenção dos condutores até o desrespeito à legislação. Alguns exemplos dos motivos dos acidentes são o excesso de velocidade, uso do celular, falta de equipamentos de segurança, como o cinto de segurança ou capacete, o uso de bebidas antes de dirigir ou até mesmo dirigir cansado.

Fundamentados  no artigo 74 do Código de Trânsito Brasileiro – CTB, que estabelece “a educação para o trânsito como direito de todos e constitui dever prioritário aos componentes do Sistema Nacional de Trânsito – SNT”, o Departamento Estadual de Trânsito – Detran Rondônia, por meio da Escola Pública de Trânsito – EPT, executa ações no período noturno, com objetivo de sensibilizar condutores de veículos a respeitarem as leis de trânsito, e assim reduzir os números alarmantes de sinistros no Estado.

Nesta quarta-feira (21), nas avenidas Rio Madeira e Imigrantes, em Porto Velho, a EPT executou o projeto “Condutores em Ação”, por meio da “parada educativa”, abordando motoristas e motociclistas. Atividade realizada como se fosse uma blitz, os educadores da Autarquia destacaram sobre o número crescente de sinistros ocorridos no trânsito em Rondônia, e a importância de adotar medidas simples, como o uso do cinto de segurança por todos os ocupantes do veículo, uso de capacete bem afivelado à jugular para os motociclistas, não utilizar o celular quando estiver na condução de um veículo, respeitar a velocidade da via e ser cortês com os demais participantes do trânsito.

O diretor-geral do Detran, Léo Moraes ressalta que, além das paradas educativas, a Escola Pública de Trânsito realiza semanalmente outras ações que têm a intenção de mobilizar toda a sociedade rondoniense,  na construção de um trânsito seguro para todos.  “Estamos no mês de festas juninas, com ações educativas presentes em todas, são paradas e visitas a pontos de festas para sensibilizar a sociedade sobre os riscos de não obedecer às leis de trânsito”, salientou. 

O governador Marcos Rocha ressalta que, as orientações prestadas pelos voluntários da EPT tem o objetivo de fazer com que condutores reflitam sobre suas responsabilidades ao participar do trânsito, conscientes de seus direitos e deveres. “Incentivar a prática de atitudes voltadas para o bem coletivo resultam em comportamentos que preservam a vida e tornam o trânsito mais seguro”, evidenciou.

Dados preliminares da Coordenadoria do Registro Nacional de Acidentes e Estatísticas de Trânsito – Renaest do Departamento Estadual de Trânsito – Detran Rondônia apontam que nos anos de 2021 e 2022 ocorreram 20.264 sinistros, sendo que 17.395 foram ocasionados por erro humano, destacando: 

  • 1º lugar –  por falta de atenção (7.058);
  • 2º lugar – desobediência à sinalização (3.287);
  • 3º lugar – outros motivos (2.968);
  • 4º lugar – não informados (2.611); e
  • 5º lugar – ingestão de bebidas alcoólicas (944).

Dados preliminares do Renaest apontam que 17.079 sinistros nos anos de 2021 e 2022 envolveram motociclistas. As ações educativas de trânsito ocorrem em todos os municípios de Rondônia, e resultaram na sensibilização de 47.695 pessoas no primeiro quadrimestre de 2023.