Rússia bombardeia capital Kiev e várias regiões da Ucrânia; oito morreram

Alvos foram instalações de infraestrutura, tática que a Rússia vem adotando nos últimos meses. Cinco pessoas morreram em Lviv e três em Kherson.

155

A Rússia bombardeou regiões de leste a oeste da Ucrânia nesta quinta-feira (9), segundo autoridades do país. No total, oito pessoas morreram por conta dos ataques.

Esta é a principal ofensiva desde que a guerra da Ucrânia completou um ano, em 24 de fevereiro. Cidades desde o leste, na fronteira com a Rússia, até o oeste, perto da divisa com a Polônia, foram atacadas.

Como Moscou vem fazendo nos últimos meses, os alvos dos mísseis foram instalações de infraestrutura, especialmente usinas de energia e estações de distribuição de água. A tática é deixar cidades importantes sem energia para desestabilizar a economia ucraniana.

Mas, segundo autoridades locais, oito pessoas morreram por conta dos bombardeios – quatro em Kharkiv, no leste, e três em Lviv, a cidade próxima à fronteira com a Polônia.

Houve explosões também em Kiev, segundo o prefeito da capital, Vitali Klitschko. Segundo uma equipe do jornal “The Guardian” que está na cidade, 40% da população local está sem energia.

Odessa, no sul, também foi alvejada, e a usina nuclear de Zaporizhzhia está sem energia. Explosões foram relatadas ainda nas cidades de Dnieper, Lutsk e Rivne.

O governador de Kharkiv, segunda maior cidade da Ucrânia, relatou mais de 15 ataques. Já o governador de Odesa informou ter havido danos graves em instalações de energia e também em edifícios residenciais.