Agevisa reforça medidas de prevenção à dengue e alerta para eliminação de criadouros do mosquito

Quinzenalmente a Agência Estadual de Vigilância em Saúde – Agevisa divulga um boletim epidemiológico com os índices de incidência dessas doenças, onde alguns municípios apresentaram um aumento em casos da doença, sendo:

34

Pneu parado com possibilidade de acumular água é um dos principais criadouros para o mosquito da dengue

A melhor forma de prevenção para a  dengue é evitar a proliferação do mosquito Aedes aegypti. Neste período chuvoso, é fundamental eliminar água armazenada, como vasos de plantas, pneus, garrafas plásticas, piscinas sem uso e sem manutenção, e até mesmo em recipientes pequenos, como tampas de garrafas que podem se tornar possíveis criadouros.

Quinzenalmente a Agência Estadual de Vigilância em Saúde – Agevisa divulga um boletim epidemiológico com os índices de incidência dessas doenças, onde alguns municípios apresentaram um aumento em casos da doença, sendo: Alta Floresta d’Oeste, Governador Jorge Teixeira, Jaru, Mirante da Serra, Nova Brasilândia, Presidente Médici, Santa Luzia d’Oeste, São Felipe d’Oeste, Teixeirópolis e Vilhena.

De acordo com o número de casos registrados no Sistema de Informação de Agravos de Notificação – Sinan,  o acúmulo de lixo é apontado como principal criadouro para o mosquito. “Por isso, pedimos a colaboração de todos, que cuidem das suas casas, principalmente do quintal. A dengue é uma doença que muito preocupa a saúde pública, e nosso maior chamamento é para juntos colocarmos um fim no desleixo com o lixo, ambiente propício aos criadouros,” reforçou o diretor-geral da Agevisa, Gilvander Gregório de Lima.

As ações desenvolvidas pela Agevisa são fundamentais para o combate ao mosquito transmissor da doença, segundo destaca o governador de Rondônia, Marcos Rocha. “Medidas são colocada em prática para conter a dengue no Estado. A Agevisa em feito um trabalho e orientado a população para os cuidados que devem ser mantido. É de fundamental importância que a população esteja atenta às orientações, eliminando os possíveis criadouros do mosquito”

AÇÕES DESENVOLVIDAS 

Neste período mais crítico, a Agevisa vem desenvolvendo algumas ações de conscientização, como o envio de material educativo no formato online, distribuição de insumos para o controle do Aedes, apoio técnico, capacitação aos municípios e orientações por meio de Notas Técnicas.

RECOMENDAÇÕES

Agevisa faz algumas recomendações à população: 

  • Eliminar de forma adequada recipientes inservíveis;
  • Tampar ou vedar recipientes que sirvam de criadouros;
  • Lavar e cuidar semanalmente dos recipientes que acumulam água e que não podem ser descartados.

Texto: Thayná Machado
Fotos: Erenaldo da Cunha Santos