Programas sociais do Governo de Rondônia avançam com ações realizadas pela Seas

Novo edital de chamamento público foi publicado pelo governo em 2022, para expansão aos municípios de Ariquemes, onde três proprietários de restaurantes fizeram adesão: Ariquemes (3), Cacoal (1), Guajará-Mirim (2), Ji-Paraná (2) e Vilhena (1), cada município sendo responsável pela oferta de 300 refeições diárias, nas modalidades prato feito e marmitex (para viagem)

57

Com mais de um milhão de refeições disponibilizadas em um ano e sete meses em restaurantes particulares ao custo de 2 reais, o programa estadual “Prato Fácil” tem se destacado em Rondônia por facilitar o acesso às pessoas inscritas no Cadastro Único – CadÚnico a refeições nutritivas de baixo custo. Implantado pelo Governo de Rondônia, com ações da Secretaria de Estado da Assistência e do Desenvolvimento Social – Seas, o programa existe desde maio de 2021, tendo iniciado em cinco estabelecimentos previamente credenciados em Porto Velho, tornou-se ação continuada com 1.500 refeições, sendo ofertadas de segunda a sexta-feira, das 11h às 15h, contribuindo para a diminuição da fome e a desnutrição familiar no Estado.

“Esse programa é excelente e ajuda bastante em todos os sentidos, pois além da refeição custar apenas R$ 2, a gente economiza tempo sem precisar fazer a comida e economiza gás e sem atrasar as crianças que vão para a escola”, disse Valdirene Kapran, mãe de três filhos.

Com a consolidação do programa na Capital, novo edital de chamamento público foi publicado pelo governo em 2022, para expansão aos municípios de Ariquemes, onde três proprietários de restaurantes fizeram adesão: Ariquemes (3), Cacoal (1), Guajará-Mirim (2), Ji-Paraná (2) e Vilhena (1), cada município sendo responsável pela oferta de 300 refeições diárias, nas modalidades prato feito e marmitex (para viagem). Outro edital também foi lançado em Porto Velho, ampliando assim para (9), o número de restaurantes cadastrados para a oferta de três mil refeições ao dia. Atualmente são 18 restaurantes credenciados em seis municípios para a oferta de 4.500 refeições durante a semana.

Até 13 de dezembro, o programa havia disponibilizado 1.000.135 refeições à população em situação de vulnerabilidade social, das quais 757.900 na Capital. A expectativa é que até o fim do ano tenham sido ofertadas um milhão de refeições. Os recursos utilizados pelo governo como contrapartida para complementar o valor total das refeições são do Fundo Estadual de Combate e Erradicação da Pobreza – Fecoep. Além de favorecer as famílias com alimentação, o investimento contribui com a produção e comércio locais, gerando emprego e renda.

O governador de Rondônia, Marcos Rocha enfatiza a importância de cada ação realizada pela Seas em atendimento à sociedade rondoniense. “São vários programas desenvolvidos voltados para a população. O Prato Fácil foi criado com o intuito de amenizar os impactos causados pela pandemia da covid-19, em especial nas famílias em situação de vulnerabilidade socioeconômica, com CadÚnico em Rondônia. Também se destacam programas como o Mulher Protegida, Mamãe Cheguei, Rondônia Cidadã e outros que o Governo do Estado desenvolve para melhor atender a sociedade”, reforçou o governador Marcos Rocha.

MULHER PROTEGIDA

Serviços essenciais itinerantes já contemplaram mais de 30 mil pessoas no Estado
Serviços essenciais itinerantes já contemplaram mais de 30 mil pessoas no Estado

Por meio deste programa da Seas, o governo também tem feito a diferença na vida de muitas mulheres vítimas de violência doméstica, detentoras de medida protetiva. Em um ano, 970 mulheres foram cadastradas para receber o auxílio de R$ 2.400; divididos em seis parcelas de R$ 400 mensais. O programa inclui também, assistência psicossocial e a qualificação profissional.

OUTROS PROGRAMAS

Com foco na melhora da qualidade de vida da população vulnerável, social e economicamente, outros programas da Seas têm refletido de forma significa na vida de muitas pessoas ou famílias do Estado, como por exemplo, o “Mamãe Cheguei”, que desde julho de 2020 já contemplou pelo menos 8.545 grávidas com o kit enxoval para os bebês; o “Crescendo Bem”, que atende atualmente a 1.807 famílias com a transferência de R$ 100 mensais destinados a crianças de 0 a 3 anos ou de 0 a 6 anos com deficiência.

O “Rondônia Cidadã” tem mais de 30 mil pessoas atendidas com algum serviço essencial oferecido a cada fim de semana, em um determinado município, como emissão de documentos e orientações em áreas específicas, como nutrição e jurídica, em um só espaço, possibilitando às pessoas que trabalham na semana, assim não tenham que se ausentar. Na última edição realizada nos dias 10 e 11, na zona Sul de Porto Velho foram 928 atendimentos, sendo os mais procurados: emissão do RG, inscrição no Cadastro Único (CadÚnico), corte de cabelo e fotos 3×4.

 

Texto: Veronilda Lima
Fotos: Daiane Mendonça e Thaíssa Brandão