PF prende 6 suspeitos de atos golpistas e ataque à PRF no Pará

'Operação 163 Livre' cumpre 10 mandados de prisão temporária e 11 de busca e apreensão após ataque de bolsonaristas contra PRF que tentava desbloquear rodovia em Novo Progresso.

55

Mandados de busca e apreensão e prisão temporária são cumpridos no sudoeste do Pará nesta quinta-feira (24), durante a Operação 163 Livre, contra suspeitos de participarem de bloqueios em rodovias e de um confronto com a Polícia Rodoviária Federal (PRF) na BR-163 em Novo Progresso.

Ao todo, são 11 mandados de busca e apreensão e 10 mandados de prisão temporária para “reprimir crimes cometidos no bloqueio da Rodovia BR-163”, segundo a Polícia Federal. A ação é realizada em conjunto pela PF, Ministério Público Federal (MPF) e com apoio da PRF.

“As medidas judiciais determinadas contra os investigados têm como pressuposto a provável existência de associação criminosa voltada para a prática de diversos delitos, dentre eles: constrangimento ilegal; dano qualificado; atentado contra a liberdade de trabalho; desobediência e desacato, além dos mencionados inicialmente”, informou a PF nesta quinta-feira.

Até as 11h30 desta quinta, ao menos seis pessoas foram presas e levadas para a Polícia Federal em Santarém. A corporação não divulgou o nome dos suspeitos. As investigações continuam.

A PRF disse que não vai se manifestar sobre a operação. Na época do ataque, a instituição divulgou posicionamento afirmando que os “manifestantes optaram por atacar a polícia” e que a PRF teve “que intervir fazendo uso progressivo da força. Ainda assim os manifestantes optaram por atacar a polícia”.

Entre o fim de outubro e os primeiros dias de novembro deste ano, rodovias paraenses foram bloqueadas por apoiadores do atual presidente contrários ao resultado do segundo turno das eleições. Um dos locais que ficou mais tempo bloqueado foi a BR-163, em Novo Progresso.

Em 7 de novembro, bolsonaristas atacaram agentes da PRF. Houve disparos de armas de fogo e de rojões. A Polícia Federal instaurou inquérito sobre o caso. Os policiais também foram atacados com pedradas, e viaturas foram atingidas com tiros.

Novo Progresso foi a cidade paraense que mais deu votos a Jair Bolsonaro no segundo turno: quase 83%. Na cidade, uma árvore centenária chegou a ser derrubada para bloquear a rodovia federal.

Bolsonaristas atacam PRF

Viaturas da PRF foram atacadas por manifestantes que mantinham bloqueio na BR-163, no Pará.

Houve disparos de armas de fogo, e uma criança sofreu intoxicação pelo uso de gás, lançado pela PRF contra a interdição. Ela precisou ser socorrida.

Durante o conflito, um agente foi ferido pelo grupo bolsonarista.

No vídeo que registra o confronto, é possível ver ao menos quatro viaturas da PRF. Manifestantes jogam pedras contra os veículos da polícia, que percorrem o trecho da rodovia em velocidade.

Há gritaria e palavrões proferidos pelo grupo de bolsonaristas contra os agentes de segurança. Um dos bolsonaristas também arremessa uma cadeira de plástico em direção à viatura da PRF, que é atingida. Diversos tiros são disparados.