Hackers atacam rádios da Ucrânia para transmitir mensagem falsa sobre estado de saúde de Zelensky

51

Nesta quinta-feira (21), autoridades do serviço de Comunicações Especiais e Proteção de Informações da Ucrânia revelaram que cibercriminosos atacaram a TAVR Media, o maior grupo de rádios do país, para enviar mensagem falsa de que o presidente ucraniano Volodymyr Zelensky estava em estado crítico de saúde e passando por cuidados intensivos.

“Os criminosos cibernéticos espalharam a notícia sugerindo que o presidente da Ucrânia Volodymyr Zelenskyy está supostamente em estado crítico sob cuidados intensivos e o presidente da Verkhovna Rada da Ucrânia, Ruslan Stefanchuk, age em seu lugar”, disse um representante do Serviço de Comunicações Especiais e Proteção de Informações.

A TAVR Media é responsável por operar nove rádios em território ucraniano. Em publicação no Facebook na manhã desta quinta-feira a empresa comentou sobre o ocorrido: ”Neste momento, os serviços relevantes estão a trabalhar para resolver este problema. Salientamos que nenhuma informação sobre os problemas de saúde do presidente da Ucrânia Vladimir Zelensky não corresponde à realidade.”

Vídeo publicado no YouTube por cidadão ucraniano mostra a mensagem que foi transmitida nas rádios. Em tradução o título do vídeo diz que “Os Rashists invadiram a rádio ‘Melodia FM’ e começaram a transmitir delírios”. “Rashists” é uma junção de “russos” e “fascistas”, o termo tem sido bastante usado por ucranianos para se referir à ideologia russa após a invasão da Rússia à Ucrânia. 

Não chegou a ser confirmado se a mensagem do vídeo é de fato o que foi transmitido nas rádios da TAVR Media.

Até o momento as autoridades não divulgaram quais seriam os culpados pelo ataque, ainda não se sabe quanto tempo transmissão da mensagem ou se o falso comunicado chegou a interromper a transmissão da rádio.

Após a repercussão da mensagem falsa, Zelensky publicou um vídeo em seu Instagram dizendo que nunca se sentiu tão forte como agora e culpou os russos pelo ataque às rádios.