Parasitas ‘comedores de língua de peixe’ são encontrados por autoridades sanitárias da Inglaterra

Remessa de dourada era destinada ao consumo humano. Criatura de nome científico Cymothoa exigua é normalmente encontrada no México e na Califórnia, nos EUA

69

Parasitas “comedores de língua de peixe” foram encontrados em caixas de dourada importadas para a Inglaterra, na última sexta-feira, no Porto de Felixstowe. A remessa infestada de Cymothoa exigua era destinada ao consumo humano e estava dentro de um contêiner.

Cymothoa exigua é um isópode parasita normalmente encontrado ao sul do Golfo da Califórnia e também no México. Mas há registros do parasita até na altura do Equador.

Douradas infestadas por parasitas 'comedores de língua de peixe' na Inglaterra — Foto: Divulgação/SCPHA

A criatura entra no peixe hospedeiro através das brânquias e se mantém lá até que o processo de maturação seja concluído. Depois, ela infecta o peixe e corta os vasos sanguíneos da língua do animal, fazendo com que ela caia. O Cymothoa exigua então se prende ao toco restante, tornando-se a nova língua do peixe.

A remessa foi rejeitada pela Autoridade de Saúde do Porto Costeiro de Suffolk (SCPHA, da sigla em inglês), e devolvida para o país de origem, que não foi revelado.

Parasitas 'comedores de língua de peixe' encontrados em caixas de dourada — Foto: Divulgação/SCPHA

— Depois de verificar mais caixas, ficou claro que a maioria das douradas estava infestada, então negamos a entrada da remessa no Reino Unido. A partir daí, o importador pode optar por destruí-lo ou devolvê-lo a eles e, neste caso, escolheu o último — disse o veterinário Danut Cazacu, da SCPHA.