“Pedra da morte”, que supostamente tem espírito maligno, é partida no Japão

Tamamo-no-Mae, um espírito de raposa de nove caudas que ficou preso por quase 900 anos, está à solta após a rocha se partir

93

Um espírito de raposa malvado está à solta depois de se libertar de sua prisão de pedra — isto é, se você acredita na mitologia japonesa.

Uma Sessho-seki, ou “pedra da morte”, foi encontrada rachada ao meio neste mês no Parque Nacional Nikko, cerca de 160 quilômetros ao norte de Tóquio.

Ninguém sabe exatamente o que causou a rachadura da pedra, mas os meses frios de inverno podem ter contribuído, disse Nick Kapur, professor associado de história da Universidade Rutgers em Camden, Nova Jersey.

A cada inverno, a água poderia ter infiltrado na rachadura, ter sido congelada e depois expandida, disse ele.

Existem várias versões da lenda, mas acreditava-se que Tamamo-no-Mae, um espírito de raposa de nove caudas, ficou preso na rocha por quase 900 anos.

As histórias giram em torno do imperador aposentado Toba, que reinou no Japão de 1107 a 1123. Tamamo-no-Mae era conhecida por suas habilidades de mudança de forma, então ela se transformou em uma bela mulher e chamou a atenção do imperador, disse Kapur.

À medida que ela se aproximava do imperador, ele adoeceu gravemente, disse Kapur. Um astrólogo da corte usou a adivinhação para determinar que Tamamo-no-Mae era o culpado, disse ele.

Uma vez que seu plano foi frustrado, ela fugiu para o deserto, mudando de forma para tentar ficar escondida, disse ele. No entanto, os samurais enviados atrás dela eventualmente alcançaram o espírito da raposa, disse Kapur.

Quando um dos guerreiros atirou nela com uma flecha, sua forma física foi morta, então seu espírito se transformou em pedra, disse ele.

A lenda diz que se você tocar a pedra, você morre, daí o nome pedra da morte, disse Kapur.

Não há provas das habilidades sobrenaturais da pedra, mas sua localização única pode ter dado substância aos rumores, disse Yoshiko Okuyama, professor de estudos japoneses da Universidade do Havaí em Hilo.

A pedra está perto de vários vulcões, então gases ocasionais que foram liberados podem ter matado alguns animais ou humanos ao longo dos anos, disse ela.

Inscreva-se no boletim de ciência Wonder Theory da CNN. Explore o universo com notícias sobre descobertas fascinantes, avanços científicos e muito mais.

Um espírito com uma mudança de coração

A rocha se tornou um dos principais locais de turismo e disparou em popularidade, mas não se compara à fama do espírito, disse Okuyama.

O espírito da raposa fez inúmeras aparições na mídia japonesa moderna, muitas vezes como o personagem vilão que virou herói, disse ela.

“Adaptações mais recentes em mangá e anime não querem retratar mulheres de maneira misógina”, disse Okuyama.

Em mitos japoneses mais antigos, as histórias giravam em torno de espíritos femininos malignos para minar o poder dos machos, disse Kapur.

Um presságio para o nosso tempo

Depois que a pedra rachou, as pessoas foram rápidas em informar o momento da quebra.

Muitos consideraram o evento um mau presságio, considerando a pandemia e a guerra entre a Ucrânia e a Rússia, disse Kapur.

Outros acreditavam que era um bom presságio, dizendo que ela foi libertada para impedir o presidente russo, Vladimir Putin, e a guerra na Ucrânia, disse ele.

“Se você estiver com vontade de encarar isso de forma negativa, certamente pode, mas se quiser dar uma olhada positiva, talvez esse espírito de raposa nos ajude em nosso momento de necessidade”, disse Kapur.