Russos que espalham notícias falsas sobre autoridades no exterior podem ser presos, diz Interfax

"a nova lei era necessária porque as pessoas estavam espalhando notícias falsas sobre as embaixadas da Rússia e outras organizações que operam no exterior"

59

(Reuters) – O presidente da Rússia, Vladimir Putin, aprovou formalmente nesta sexta-feira uma lei que diz que pessoas consideradas culpadas por espalhar notícias falsas sobre o trabalho de autoridades no exterior podem ser sentenciadas a até 15 anos de prisão, disse a agência de notícias Interfax.

As penalidades são semelhantes às permitidas por uma lei adotada no início deste mês que visa punir aqueles que divulgam informações falsas sobre as Forças Armadas russas, disse a agência. A lei foi promulgada após a invasão da Ucrânia.

A Interfax citou um parlamentar sênior dizendo que a nova lei era necessária porque as pessoas estavam espalhando notícias falsas sobre as embaixadas da Rússia e outras organizações que operam no exterior.

(Reportagem de David Ljunggren)