Eleições 2022: veja como instalar aplicativo que regulariza cadastro na Justiça Eleitoral

126

Quem está com pendências com a Justiça Eleitoral pode fazer a regularização do título por meio do aplicativo e-título, tudo sem sair de casa. Disponível para download gratuito para celulares que rodam com Android ou iOS, a ferramenta foi criada pela Justiça Eleitoral para substituir o título de eleitor em papel, abrindo espaço para a solução de inúmeros tipos de pendências. Como haverá eleição presidencial, para deputados, senadores e governadores em outubro de 2022, nada melhor do que instalar o aplicativo para facilitar a vida. 

Veja como instalar o e-Título em seu celular 

O procedimento para instalação do e-Título é bem simples e não demora mais do que 10 minutos para ser concluído. Veja o passo a passo: 

  1. Vá no Play Store caso o seu aparelho tenha o sistema operacional Android e no App Store se for iOS; 
  2. Digite e-Título e baixe o aplicativo; 
aplicativo etitulo

O aplicativo abrirá uma página para o preenchimento de dados pessoais. Você pode escolher os números do CPF ou Título de Eleitor;

4. O sistema de segurança apresentará alguns detalhes sobre dados pessoais para confirmar a autenticidade do usuário;

5. Você deverá criar uma senha de seis dígitos;

6. Vá em opções e escolha o serviço;

e-título

Pronto, você poderá resolver várias pendências com a Justiça Eleitoral. 

Entre elas, podemos citar a emissão da certidão de quitação eleitoral, justificativa de ausência, justificativa presencial, local de votação, débitos eleitorais, autenticidade de documentos e até mesmo um espaço para quem quer se candidatar para atuar como mesário voluntário ao longo do pleito. 

Há ainda um tutorial com QR Code e um FAQ com perguntas e respostas, tudo para que você fique bem informado e sintonizado com a tecnologia.

Prazos 

Os eleitores têm um prazo de seis meses para atualizarem os dados junto a Justiça Eleitoral para ficarem aptos a votar nas Eleições 2022. 

Desenvolvido em 2017, o aplicativo é seguro e tem vários botões, incluindo a obtenção de certidões, inclusive em relação a possíveis crimes eleitorais. Além disso, é acessível a pessoas com deficiência visual. 

Caso você já tenha feito a biometria facial, o perfil no e-Título estará com uma foto, o que auxilia no momento da votação. 

É importante informar que quem fica em débito com a Justiça Eleitoral pode sofrer vários problemas, como a proibição da retirada de passaporte, inscrições em concursos públicos, participação em licitações, obtenção de empréstimos e até mesmo receber salário no caso de servidores públicos.