Roberto Jefferson passa mal em presídio após ser denunciado pela PGR

Ex-deputado federal teria desmaiado e precisou ser levado para a unidade de saúde para ser atendido

187

O presidente do PTB e ex-deputado federal Roberto Jefferson teria passado mal na tarde desta segunda-feira (30) no presídio Bangu 8, no Rio de Janeiro, após receber a notícia de que foi d enunciado pela Procuradoria-Geral da República (PGR) por incitação ao crime, crimes previstos na Lei de Segurança Nacional e injúria racial.  As informações são da TV Globo.

O político está  preso desde 13 de agosto por ordem do ministro do Supremo Tribunal Federal Alexandre de Moraes, relator do inquérito das milícias digitais.

Segundo o G1, Roberto Jefferson foi examinado por um dos presos, que é médico. Em seguida, foi levado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do presídio após se queixar de dores nas pernas e pressão baixa. Lá, ficou internado.

Na denúncia assinada pela subprocuradora Lindôra Araújo constam acusações de incitar crimes contra o Supremo e senadores da CPI da Pandemia; por ter chamado de macaco o embaixador da China no Brasil, Yang Wanming; e por calúnia contra o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), por dizer que ele não aceitava pedidos de impeachment contra ministros do Supremo por “interesses pessoais”.