OMS aprova uso emergencial da vacina da Sinopharm

O imunizante torna-se o primeiro desenvolvido por um país não ocidental a ganhar o apoio da Organização Mundial da Saúde

155

A Organização Mundial de Saúde (OMS) anunciou nesta sexta-feira (7) que aprovou a vacina contra a Covid-19 da farmacêutica estatal chinesa Sinopharm para uso emergencial.

O imunizante, uma das duas principais vacinas chinesas que coletivamente já foram administradas a centenas de milhões de pessoas na China e no exterior, torna-se a primeira vacina contra a Covid-19 desenvolvida por um país não ocidental a ganhar o apoio da OMS.

Esta também é a primeira vez que a OMS concede aprovação para uso emergencial de qualquer vacina chinesa para doenças infecciosas.

Uma lista de emergência da OMS é um sinal para os reguladores nacionais sobre a segurança e eficácia de um produto e permitiria que o imunizante fosse incluído no consórcio Covax Facility, o programa global de fornecimento de vacinas principalmente para países pobres.

A OMS já deu aprovação para uso de emergência das vacinas contra a Covid-19 desenvolvidas pela Pfizer/BioNTech, Oxford/AstraZeneca, Johnson & Johnson e, na última semana, Moderna.