Ismael Crispin alerta para ações após o fim das campanhas de vacinação contra aftosa

Parlamentar afirma ser necessário saber como agir no período pós vacinação

0
906

O deputado Ismael Crispin (PSB), na sessão ordinária desta terça-feira (26), disse que 76% do PIB de Rondônia passa pela fiscalização da Agência Idaron. Ele disse haver uma preocupação, porque em maio haverá a campanha de vacinação, e que os produtores e servidores da instituição devem se preparar para agir quando não for mais necessário vacinar os animais, o que deve acontecer logo.

“Precisamos buscar no mercado internacional uma fatia do mercado, mas devemos saber o que acontecerá no “pós período” de vacina. Nem os servidores da Idaron sabem”, adiantou Ismael Crispin.

Segundo o parlamentar, alguém teria colocado embaixo do braço o projeto com as ações necessárias, porque pretende ser o pai da criança. Ele disse que o tema precisa ser abordado pela Comissão de Agricultura da Assembleia Legislativa.

O deputado esclareceu que Rondônia fornecer carne de gado não vacinado pode colocar em risco a produção brasileira. Ele citou, ainda, que em alguns lugares do Estado não se encontra fiscal da Idaron.

“Estamos em uma região de fronteira, por isso sempre existe um risco. É preciso que a Comissão de Agricultura se aprofunde nesse tema, antes da erradicação da vacina”, detalhou.

Ismael Crispin disse que somente a pecuária corresponde a 54% do PIB do Estado, por isso é necessário agir com segurança, fortalecendo a Idaron. “Muitos servidores que desenvolvem serviços burocráticos precisam ir para o campo”, acrescentou.

Ele solicitou, ainda, que a Comissão de Agricultura chame para conversar com os que já estão em campo, para saber com maior precisão como estão sendo desenvolvidas atividades.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui