Salas de aula que funcionam em contêineres são interditadas em Vilhena, RO

Quarenta alunos do ensino médio estão sem aulas. Vistoria foi pedida pelo Ministério Público após incêndio no Centro de Treinamento do Flamengo.

50

O Corpo de Bombeiros interditou três salas de aula que funcionam em contêineres, na zona rural de Vilhena (RO), na região do Cone Sul. A ação aconteceu na segunda-feira (18). Com isso, 40 alunos do ensino médio estão sem aulas. De acordo com a Coordenadoria Regional de Educação (CRE), o problema deve ser solucionado o mais breve possível.

Conforme o Corpo de Bombeiros, a vistoria na unidade escolar foi motivada por um pedido do Ministério Público de Rondônia (MP-RO), após o incêndio no Centro de Treinamento do Flamengo, que também funcionava em contêineres. A fiscalização deve acontecer em todo o estado.

No caso de Vilhena, a vistoria começou pelos seis contêineres que funcionam no mesmo espaço da Escola Municipal Progresso. Conforme o CRE, no local está instalado três salas de aula, que atendem 40 alunos do ensino médio.

“Entre os problemas, está a falta do CMAR [Controle de Materiais de Acabamento e de Revestimento], além da falta de laudo elétrico e de acessibilidade”, explica o diretor de atividade técnica do Corpo de Bombeiros, Luiz Antônio Bueno.

Unidade não apresentou documentos necessários, segundo Corpo de Bombeiros — Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação Unidade não apresentou documentos necessários, segundo Corpo de Bombeiros — Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação

Unidade não apresentou documentos necessários, segundo Corpo de Bombeiros — Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação

De acordo com o Corpo de Bombeiros, as vistorias continuam em unidades de ensino e também em contêineres onde funcionam outras atividades.

A CRE informou que a equipe de engenharia já foi acionada e que a Secretaria de Educação de Rondônia (Seduc-RO) tenta resolver o problema o mais rápido possível. A coordenadoria ainda ressaltou que os alunos terão reposição dos conteúdos, mas não informou uma data prevista para o retorno das aulas.

G1 perguntou a Seduc-RO os motivos de os contêineres não apresentarem a documentação exigida, mas até o fechamento desta matéria não teve resposta.

No início da tarde desta terça-feira (19), o Corpo de Bombeiros informou que interditou três salas de aulas em Nova Conquista, distrito de Vilhena. O motivo também foi irregularidades, como a falta de documentação. No local, estudam 25 alunos.