Adolescente sueca ativista do clima é indicada ao Nobel da Paz

27

A adolescente sueca Greta Thunberg, idealizadora de uma greve estudantil para pedir ações contra as mudanças climáticas, foi indicada para o Prêmio Nobel da Paz 2019, informou nesta quinta-feira um dos três políticos que lançaram a iniciativa.

“Indicamos Greta Thunberg porque a mudança climática, se não for freada, será a principal causa das guerras, dos conflitos e do fluxo de refugiados futuros”, afirmou à AFP o deputado norueguês Freddy André Øvstegård.

“Greta Thunberg lançou um movimento de massas no que vejo, talvez, a principal contribuição para a paz”, acrescentou.

A jovem sueca de 16 anos se transformou numa figura de destaque na luta contra as mudanças climáticas, e convocou uma “greve mundial” de estudantes nesta sexta-feira para pedir ações mais concretas para uma luta eficiente contra o fenômeno.

Em fevereiro, Greta Thunberg foi a Bruxelas para apoiar protestos dos jovens na capital belga, e pediu à União Europeia (UE) que redobrasse suas metas de redução de gases de efeito estufa.

A adolescente apresentou suas propostas durante um discurso de dez minutos no Comitê Econômico e Social Europeu, um organismo que representa a sociedade civil em Bruxelas, onde suas palavras foram bem recebidas.

Ela ganhou destaque internacional ao discursar durante a 24ª conferência da ONU sobre o clima, em dezembro passado, na Polônia.