Governo anuncia auxílio de R$ 5.100 e reposição de casas para população do RS

Em terceira ida ao Rio Grande do Sul durante a tragédia climática, Lula acompanha anúncio de novas medidas para ajudar a população, as cidades e o estados e se reconstruir

57

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva participa na tarde desta quarta-feira (15/5) de reunião com representantes dos Três Poderes e autoridades do governo e de municípios do Rio Grande do Sul. O encontro ocorre após visita de Lula ao abrigo instalado na Unisinos, em São Leopoldo, e serve para marcar o anúncio de uma série de novas ações formuladas pelo Governo Federal para socorrer a população gaúcha vitimada pela tragédia climática que atinge o estado. A União prevê ainda uma série de medidas destinadas, não apenas ao estado e aos municípios, mas também a cada cidadão que perdeu casa e pertences.

O ministro da Casa Civil anunciou compromisso do governo de repor a moradia para cada família que tiver perdido sua casa. Informou ainda o pagamento, por meio da Caixa Federal, de um vale reconstrução de R$ 5.100 para as pessoas que comprovarem a perda de pertences, como roupas, móveis e eletrodomésticos. Outra providência tomada pelo Governo Federal será a antecipação da restituição do Imposto de Renda para todos os contribuintes que já entregaram a declaração no Rio Grande do Sul.

Lula assinou também medida provisória que cria a Secretaria Extraordinária para Apoio à Reconstrução do Rio Grande do Sul. O órgão terá status de ministério e será chefiado por Paulo Pimenta, atual ministro da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República. A Secom/PR será assumida interinamente pelo secretário-executivo Laércio Portela.

Pimenta coordenará as ações dos ministérios que já estão e seguirão trabalhando no estado, além da relação do Poder Executivo federal com os poderes locais, do governo do estado às prefeituras. Isso porque grande parte das ações de reconstrução passarão pelo mapeamento das necessidades feitas pelas autoridades locais. O presidente Lula se comprometeu, por exemplo, a repor cada moradia perdida pela população e cada unidade de saúde ou creche municipal que tenha sido destruída pelas enchentes.