Número de mortos pelas chuvas no RS sobe para 136

Estado ainda tem 756 feridos e 125 desaparecidos; mais de 74,1 mil pessoas e 10,3 mil animais foram resgatados

72

O número de óbitos em decorrência das chuvas no Rio Grande do Sul aumentou para 136, segundo boletim divulgado pela Defesa Civil do estado na manhã deste sábado (11). São também 756 feridos e 125 desaparecidos nos 444 municípios afetados — quase 90% das cidades gaúchas.

Segundo o relatório, 1.951.402 pessoas foram afetadas, sendo que 339.928 estão desalojadas e 71.398 foram para abrigos.

Desde o início das operações de socorro, já foram resgatadas mais de 74,1 mil pessoas e 10,3 mil animais.

Veja o balanço completo:

  • Mortos: 136
  • Feridos: 756
  • Desaparecidos: 125
  • Municípios atingidos: 444
  • Pessoas afetadas: 1.951.402
  • Desalojados: 339.928
  • Pessoas em abrigos: 71.398
  • Pessoas resgatadas: 74.153
  • Animais resgatados: 10.348

Infraestrutura

O Rio Grande do Sul tem três infraestruturas críticas totalmente paralisadas e 14 em “atenção” devido às enchentes. Esse tipo de infraestrutura são instalações, serviços, bens e sistemas que se forem interrompidos podem provocar um efeito cascata com impacto social, ambiental, econômico e à segurança do Estado e da sociedade.

O aeroporto internacional Salgado Filho, em Porto Alegre, é um dos locais totalmente paralisados. A estrutura está alagada e sem previsão de liberação. A segurança foi reforçada para tentar manter o patrimônio estratégico.

Ao todo, o estado tem 35 estruturas nessa classificação que podem incluir setores de energia, comunicações, transporte, finanças e defesa. Diante das chuvas, o monitoramento foi intensificado para evitar comprometimento de serviços.