Idosa morre após sofrer mal súbito na mesma agência do caso ‘Tio Paulo’

De acordo com a assessoria do banco, em respeito à vítima, clientes e colaboradores, a unidade permanecerá fechada

91

Uma idosa de 60 anos morreu, na quarta-feira (7/5), após ter um mal súbito dentro de uma agência bancária do Rio de Janeiro. O caso chamou a atenção por ter ocorrido na mesma unidade bancária do caso ‘Tio Paulo’.

Ao Correio, a assessoria do Itaú Unibanco confirmou que o caso ocorreu na tarde de quarta-feira (7). O Corpo de Bombeiros foi acionado por volta das 13h para socorrer a mulher, mas ela não sobreviveu.

Em nota, o Itaú Unibanco informou que “todos os protocolos de emergência foram imediatamente acionados, incluindo socorro médico”. Eles também lamentaram o ocorrido e prestou solidariedade á família da idosa.

Além disso, eles informaram que, em respeito à vítima, clientes e colaboradores, a unidade permanecerá fechada. “Os funcionários foram acolhidos e receberão todo apoio psicológico necessário”, afirmou a empresa. (veja a íntegra da nota no final da matéria).

Caso ‘Tio Paulo’

Em 16 de abril, Érika Souza levou o tio a agência em Bangu, para sacar o valor de um empréstimo feito pelo tio. O homem, contudo, estava morto na hora do atendimento.

Ao perceber o estado do homem, funcionários da agência levaram tio e sobrinha para uma ala reservada onde uma funcionária tentou fazer massagem cardíaca em Paulo. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) chegou na sequência e um dos médicos constatou que Paulo estava morto a pelo menos duas horas, já que o corpo continha livores, manchas de sangue que costumam aparecer após esse período pós-morte.

Segundo o laudo do Instituto Médico Legal (IML), Paulo morreu por broncoaspiração de conteúdo estomacal e falência cardíaca. A polícia pediu que exames adicionais sejam feitos para saber se Paulo sofreu algum tipo de intoxicação.

O caso ainda é investigado pela Polícia do Rio de Janeiro.

O que disse o Itaú

O Itaú Unibanco lamenta profundamente o ocorrido e presta sua solidariedade à família. A cliente teve um mal súbito na entrada da agência, então todos os protocolos de emergência foram imediatamente acionados, incluindo socorro médico. Em respeito à vítima, clientes e colaboradores, a unidade permanecerá fechada. Os funcionários foram acolhidos e receberão todo apoio psicológico necessário. Os clientes que precisarem de atendimento presencial devem procurar a unidade próxima, agência 8486 (Av. Cônego Vasconcelos) ou acessar os canais digitais do Itaú.