Fugitivo de Mossoró ataca policial na prisão: “Taco fuzil na tua cara”

Rogério Mendonça ficou alterado no momento em que sua cela passava por revista

163

Preso na Penitenciária Federal de Mossoró desde 4 de abril, Rogério da Silva Mendonça (foto em destaque), um dos protagonistas da fuga histórica registrada no Sistema Penitenciário Federal, continua desafiando as autoridades. Denúncias feitas por policiais penais federais apontam que o detento tem se mostrado agressivo e chegou a ameaçar os agentes durante procedimento de rotina. O fato é apurado pelo juiz corregedor da unidade.

Segundo relatado por fontes da coluna, Rogério Mendonça ficou alterado no momento em que teve a cela revistada por policiais. Devido a mau comportamento, o interno foi isolado na última segunda-feira (8/4).

Durante a discussão, o preso chegou a dizer: “Cadê vocês no mato? Eu ia encher a cara de tiro! Se eu te pegar lá fora, eu taco fuzil na tua cara. Eu já perdi a minha liberdade, não tenho mais nada a perder”.

Já fora da cela, um dos agentes ordenou para que ele sentasse, mas Mendonça recusou-se. Um procedimento disciplinar foi instaurado e pode resultar em sanção administrativa devido às ofensas e até mesmo responsabilização criminal pela ameaça.

Prisão

A dupla de foragidos foi presa em uma ação coordenada pela Polícia Federal e Polícia Rodoviária Federal, em Marabá, no Pará. Na ocasião, os fugitivos estavam com fuzis e munições – eles chegaram a apontar a arma para os agentes da PF.

Classificados como “pistoleiros do Comando Vermelho”, os criminosos ostentam vasta ficha por tráfico de drogas, homicídio, roubo, latrocínio (roubo seguido de morte) e assaltos.

Ambos participaram de rebelião sangrenta na penitenciária estadual do Acre, em julho de 2023. Durante a ação, cinco detentos foram executados com requintes de crueldade, decapitações e esquartejamentos.