Temporais, raios e ventania no fim de semana; veja locais em alerta

A região Sudeste, Centro-Oeste, Norte e Nordeste do país estão em alerta laranja para tempestades, raios e ventania

76

O Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) emitiu na manhã desta sexta-feira (23) um alerta laranja para temporais com riscos de ventos intensos, corte de energia, queda de galhos e árvores, alagamentos e descargas elétricas. Desta vez a previsão vale para quase todos os estados do Brasil.

O que diz o Inmet

  • A região Sudeste, Centro-Oeste, Norte e Nordeste do país estão em alerta laranja para tempestades, raios e ventania até sábado, 24 de fevereiro.
  • O alerta indica “situação meteorológica perigosa”. A recomendação é acompanhar a previsão do tempo, evitar riscos desnecessário e seguir as instruções das autoridades da sua região.
  • Segundo as previsões, os temporais podem ganhar força até sábado, podendo atingir volumes de até 60 mm de chuva por hora com possibilidade de forte ventania.

Os estados que serão mais afetados pela chuva

Região Sudeste

Conforme o mapa divulgado pelo Inmet, apenas o norte de São Paulo será afetado pela chuva, o mesmo vale para a divisa do Rio de Janeiro com SP e MG. O último deve ser o mais atingido pelos temporais, incluindo a capital Belo Horizonte.

Região Nordeste

Para o Nordeste, a Bahia também será parcialmente afetada pelos temporais, assim como Paraíbe, Pernambuco e Rio Grande do Norte. Diferente do Ceará, Piauí e Maranhão, todos totalmente dentro da área em laranja.

Região Centro-Oeste

No Centro-Oeste, por sua vez, a chuva ficará mais concentrada no Mato Grosso, caindo apenas no norte de Mato Grosso do Sul.

Região Norte

Por fim, na região Norte, a chuva cai com mais força em todo o estado do Acre, Rondônia e Tocatins. Afetando parcialmente o Pará e o Amazonas.

Recomendações de segurança

  • Em caso de rajadas de vento, não se abrigue debaixo de árvores, pois há risco de queda e descargas elétricas;
  • Não estacione veículos próximos a torres de transmissão e placas de propaganda;
  • Se possível, desligue aparelhos elétricos da tomada;
  • Para mais informações, procure a Defesa Civil (pelo tlefone 199) ou o Corpo de Bombeiros (193) da sua cidade.