Exames e atendimentos para sinistros de trânsito são potencialidades da Politec em Rondônia

75

Quando ocorre um acidente de trânsito, quase sempre há lesão física em alguém, danos ao patrimônio público ou ao patrimônio de terceiros. Desta forma, acaba sendo criada uma ocorrência criminal, o que demanda obrigatoriamente, a presença de um perito criminal para apurar a objetividade, materialidade, dinâmica e autoria do fato (quem ou o que causou o acidente).

Em um acidente de trânsito, a perícia criminal é acionada e entra em cena para executar uma investigação técnico-científica, visando identificar a causa e dinâmica da ocorrência. O atendimento em locais de acidente de trânsito faz parte da carta de serviços da Polícia Técnico-Científica de Rondônia (Politec), instituição pericial vinculada à Secretaria de Estado da Segurança, Defesa e Cidadania (Sesdec).

Durante o atendimento de uma ocorrência, por meio do levantamento pericial e do estudo dos vestígios observados, o perito criminal é capaz de identificar as trajetórias dos veículos, calcular as velocidades desenvolvidas por eles antes do embate, determinar o local onde ocorreu a colisão e, assim, estabelecer a dinâmica do acidente, e oferecer a causa determinante do evento.

O superintendente da Polícia Técnico-Científica, Domingos Sávio explicou que existem vários atores nesta prestação de serviços, com atendimento de cidadãos no trânsito. “Em nenhum momento, se pode ignorar a figura do ser humano e precisamos interpretar conceitos à nossa ótica. Somos acionados para este tipo de demanda, mas é preciso ter atenção no que aconteceu”, salientou.

ABORDAGENS

Domingos Sávio ressaltou que é preciso fazer avanços no processamento dos dados levantados, em locais de acidente de trânsito pela perícia criminal, “pois são vitais para propiciar políticas públicas, visando a implantação de medidas preventivas e mitigar esse problema sério que afeta a nossa sociedade”.

ANÁLISES

Em 2023, a Politec foi acionada 961 vezes para ocorrências de acidentes de trânsito, em Porto Velho. Destas, foram de 219 acidentes envolvendo vítimas fatais.

Os acidentes de trânsito continuam evoluindo e causando danos materiais, ambientais, custos previdenciários, despesas com internações e indenizações, deixando sequelas visíveis e invisíveis. Desta forma, o pós-acidente traz repercussão para a vida pessoal, profissional e familiar dos envolvidos, o que afeta também, familiares e a sociedade como um todo.