Vacinação pode evitar adoecimentos em crianças e adolescentes no ambiente escolar

Mais de 18 vacinas estão disponíveis nas unidades básicas de saúde de Porto Velho

50

O ambiente escolar é um espaço de aprendizados, trocas de experiências e de desenvolvimento das crianças e adolescentes. Mas também é um local que favorece a transmissão de uma série de doenças infectocontagiosas como a gripe, covid-19, sarampo, varicela, poliomielite, meningite, caxumba e rubéola. Por isso, a Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) ressalta a importância dos alunos atualizarem o cartão vacinal para um ano letivo produtivo e saudável.

A médica pediatra Lidiane Cavalcante explica que o momento de volta às aulas e a retomada do convívio social deixa o público infantojuvenil mais exposto a vírus e bactérias que geram diversas enfermidades.

“O ideal é que, antes de retornar à escola, as crianças atualizem os seus cartões de vacina. Como elas ainda estão com o sistema de imunidade em fase de desenvolvimento, naturalmente possuem mais chances de adquirir e transmitir doenças infecciosas. Ainda mais em seu ambiente escolar, onde existe maior aglomeração deste público, além do compartilhamento de brinquedos, objetos e alimentos”, afirma.

Semusa ressalta a importância dos alunos atualizarem o cartão vacinal

A pediatra ainda relata que durante o período de férias muitas famílias viajam para diversas localidades do Brasil, o que pode causar a transmissão de uma série de doenças. A médica também enfatiza que essas doenças, principalmente as infecciosas, são imunopreveníveis, ou seja, podem ser evitadas ou amenizadas com a vacinação.

“Viajar nas férias é a melhor hora para relaxar e não se preocupar com casa, trabalho e escola. Mas, isso deve ser diferente com a saúde. É importante que os cuidados sejam redobrados para evitar agravos. Às vezes, o vírus que circula aqui não é o mesmo em outra cidade e quando viajamos podemos levar e também trazer doenças. A vacina é crucial para a prevenção de doenças e promoção à saúde”, frisa Lidiane.

CARTÃO VACINAL EM DIA

A vacinação é a forma mais eficaz de prevenção contra as doenças. Em Porto Velho, os imunizantes são ofertados, gratuitamente, em todas as unidades de saúde da capital. Confira aqui o horário e endereço dos locais de imunização.

Mais de 18 vacinas estão disponíveis para proteger seus filhos e sua família de doenças como poliomielite, sarampo, gripe, covid-19, rubéola, caxumba, entre outras como:

• BCG;
• Hepatite A e B;;
• Penta (DTP/Hib/Hep.B);
• Pneumocócica;
• Meningite;
• Vacina Rotavírus Humano (VRH);;
• Febre amarela;
• Tríplice viral;
• DTP (tríplice bacteriana);
• Varicela;
• HPV.

Mais de 18 vacinas estão disponíveis em todas as unidades de saúde da capital

OUTRAS MEDIDAS DE PREVENÇÃO

Além da vacinação, existem outras medidas preventivas que podem ser adotadas, tanto pelos pais quanto pela escola. São cuidados rotineiros de higienização e conscientização pessoal que auxiliam no combate a propagação de vírus e bactérias.

Na escola, é recomendado que os ambientes estejam sempre bem higienizados e ventilados e que os alunos sejam incentivados a usar álcool em gel e lavar as mãos com água e sabão. Para os pais, a recomendação é que, mediante qualquer sintoma, a criança seja avaliada por um médico, que pode recomendar afastamento temporário do ambiente escolar para evitar a transmissão em caso de confirmação de doenças infecciosas.

Já os estudantes devem adotar, diariamente, as seguintes medidas:
• Higienização frequente das mãos;
• Uso frequente de álcool em gel;
• Higiene diária do material escolar;
• Uso de lencinho descartável no ato de tossir ou espirrar;
• Não compartilhar objetos de uso pessoal.

A vacinação é a forma mais eficaz de prevenção contra as doenças

AÇÕES

Com o objetivo de aumentar os índices de imunização, a Semusa desenvolve diferentes estratégias. Uma das iniciativas é a intensificação da vacinação nas escolas, realizada pelas equipes de saúde através do Programa Saúde na Escola (PSE).

Além disso, a Divisão de Imunização da Semusa também realiza ações estratégicas fora das unidades de saúde, a exemplo das vacinas itinerantes nas zonas rurais e distritos de Porto Velho.

Segundo a coordenadora da Divisão de Imunização da Semusa, Elizeth Gomes, as ações são pensadas de forma estratégica com foco em imunizar o maior número de pessoas.

“As vacinas são fundamentais para a prevenção da forma mais grave das doenças. Protegendo de forma individual e coletiva. Além de contribuir para o fortalecimento do sistema imunológico das crianças e reduzir os riscos de contrair uma série de agravos. Por isso, é muito importante que os pais se atentem às vacinas previstas no calendário de vacinação infantil e levem seus filhos para vacinar. A vacina salva e protege vidas”, frisa.