Grandes obras e mais asfalto em Porto Velho marcam gestão municipal em 2023

Ano foi encerrado com a marca histórica de mais de 700 quilômetros de asfalto feitos durante a gestão, incluindo distritos de Porto Velho

52

Mais de 700 quilômetros de asfalto foram feitos pela Prefeitura de Porto Velho desde o início da gestão. Um número além da meta estimada no início, mas que não impediu que a marca fosse atingida.

Grandes desafios foram realizados pela Secretaria Municipal de Obras (Semob), que através de recurso próprio e emendas parlamentares, entregou praças, um dos maiores bairros da capital praticamente todo pavimentado, além da abertura de avenidas que marcarão historicamente a cidade com a melhoria no tráfego ligando bairros das zonas Norte e Leste ao Centro de Porto Velho, através do Espaço Alternativo.

INFRAESTRUTURA

Só em 2023, foram mais de 140 quilômetros de asfalto feitos com mão de obra própria da Prefeitura de Porto Velho, através da Semob. Entre os bairros com maior número de ruas que receberam o asfalto neste ano estão o Floresta, São Francisco, Mariana, Igarapé, Lagoa, Rosalina de Carvalho e o Nova Esperança, que superou as expectativas iniciais de planejamento com mais de 80 ruas pavimentadas e R$ 30 milhões investidos.

Construção das avenidas Santos Dumont e Décio Bueno melhorou o fluxo de trânsito

O projeto para um dos maiores bairros da capital, o Nova Esperança, foi anunciado aos moradores em junho deste ano, e trouxe uma novidade importante: a abertura das avenidas Décio Bueno e Santos Dumont que ligariam o bairro ao Espaço Alternativo.

A av. Décio, com cerca de 800 metros, é a que deságua o trânsito coletado através das saídas do bairro Nova Esperança, que seguem pela Santos Dumont, concluída com 1,1 quilômetro. A inauguração aconteceu no mês de outubro, com a Festa das Crianças, quando em uma união de secretarias foi realizada uma das maiores e mais bonitas comemorações da gestão.

Com a finalização do Nova Esperança, mais três bairros foram anunciados para receber o pavimento: Maringá, Escola de Polícia e Pantanal, que teve as obras iniciadas. “A obra deve contemplar mais de 40 ruas nestes bairros, o que terminará com aproximadamente 20 quilômetros de asfalto executados. Essa era uma obra prevista para o mês de maio de 2024, mas nós sabemos que os moradores daqui têm pressa, então decidimos antecipar tudo o que for possível neste final de 2023”, explicou o prefeito Hildon Chaves, em visita à rua Anita Malfatti.

VISTA ALEGRE DO ABUNÃ

O asfalto também chegou aos distritos, e Vista Alegre do Abunã recebeu a obra em quatro avenidas

Uma novidade anunciada em meados de 2023 também foi o início da pavimentação de distritos, com trabalho iniciado por Vista Alegre do Abunã, onde mais de R$ 4 milhões foram investidos. O asfalto foi feito nas avenidas Olavo Bilac, João Leandro Barbosa, Jorge Teixeira e Rua da Beira. Dos R$ 4 milhões investidos, mais de R$ 1,5 milhão foi de massa asfáltica.

Mas não foram executadas apenas obras de capa nova. Uma das obras de recapeamento mais aguardadas por moradores dos bairros Aponiã, Igarapé e adjacências era o recapeamento da avenida Calama, entre a Guaporé e a Mamoré, que se tornou um dos centros comerciais daquela região. O trabalho foi iniciado com a limpeza de bocas de lobo, seguido da colocação de mais de 800 metros de manilhas para otimizar a drenagem da região, seguido de cerca de 2 quilômetros de recapeamento entre os trechos.

“Este trabalho foi iniciado muito antes, em 2022, com a construção de uma galeria pluvial na avenida Calama, que seguiu pela avenida Guaporé. Foi a primeira etapa desta obra importante, já que os moradores desta região sofriam com os alagamentos no período chuvoso. Vale destacar que uma grande quantidade de lixo também foi retirada das bocas de lobo que ficam nas esquinas com as ruas Andreia e Daniela, o que traz o nosso pedido à população de cuidado com o que é descartado indevidamente, para que nosso trabalho seja concluído e permaneça sempre com muita qualidade”, explicou o secretário municipal de Obras, Diego Lage.
Além da avenida, mais de 20 bairros receberam o serviço de recapeamento, totalizando mais de 70 quilômetros de uma nova camada de asfalto.

OBRAS TERCEIRIZADAS

Investimentos também foram aplicados para a construção de praças públicas

Mais de R$ 230 milhões foram aplicados em obras executadas através de licitação, em diversos segmentos, com investimentos feitos através de emendas parlamentares e contrapartida da Prefeitura.

Entre os contratos estão a construção de mais de 300 quilômetros de meio-fio e sarjeta em todas as áreas de Porto Velho. Um investimento de mais de R$ 35 milhões, um dos maiores da gestão no segmento. Está em execução também o serviço de revitalização de arquibancadas, banheiros e vestiários do Campo do 13.

Foram executadas também obras no bairro Igarapé, Estrada dos Periquitos, ruas Itatiaia e Farrapos, pavimentação no bairro Cidade do Lobo, construção das praças do Alphaville e do Flamboyant, nas zonas Norte e Leste da capital. Ainda sobre praças, a Prefeitura entregou a Praça das Camélias, Praça da Juventude, Praça do Cohab e Praça do Conjunto 22 de Dezembro.

NOVA RODOVIÁRIA

Uma das principais obras da gestão, investimentos na rodoviária ultrapassam os R$44 milhões

Uma das obras mais esperadas pelos porto-velhenses era a construção da nova rodoviária, que se tornará um cartão-postal da capital. O investimento é de mais de R$ 44 milhões, sendo R$ 22 milhões oriundos de emenda parlamentar da ex-deputada federal Mariana Carvalho, e outros R$ 22 milhões de recursos da Prefeitura.

No local estão sendo construídos 13 plataformas de embarque e desembarque, 26 boxes e agências para empresas, saguão de espera, sala vip, praça de alimentação com oito lanchonetes e um restaurante, 11 lojas, banheiros, fraldário e áreas administrativas.

O novo terminal ocupará o espaço de todo o terreno, com 8.457,59 metros quadrados de área construída. A Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Resolução Estratégica de Convênios e Contratos (Semesc), investiu em um projeto arquitetônico funcional que busca criar um espaço moderno e sustentável, com estética regional e desempenho térmico adequado.

No mês de dezembro, o prefeito esteve no local com a ex-deputada federal Mariana Carvalho, vistoriando a obra que está com 40% do projeto executado, e pode ser entregue antes do prazo de 18 meses previsto em contrato. “A obra está avançada, todo o planejamento foi para que neste período ela já estivesse coberta, com toda a parte de vidraria já sendo preparada. Desta maneira, durante os meses de chuva, todos os trabalhos ocorrerão internamente, sem nenhuma interferência do período chuvoso, para que em 2024, no verão, o trabalho volte para a parte externa, que é a de pátio, estacionamento, etc”, explica o prefeito.

METAS PARA 2024

Finalização e entrega de grandes obras estão previstas para 2024

Para o início de 2024 estão previstas as entregas das obras do Campo do 13, das 269 unidades habitacionais do Residencial Pró-Moradia Leste, que passou a ser executada diretamente pela Secretaria Municipal de Obras após a finalização do contrato com a empresa que estava responsável. Continuarão em execução também as obras de meio-fio e sarjeta, além da pavimentação, drenagem e manutenção de serviço de tapa-buracos.

“No início de todos os anos repensamos nossas prioridades de acordo com as necessidades da população e, claro, da nossa gestão. Serviços como drenagem, tapa-buracos, recapeamento e claro, o asfalto, estão na nossa agenda de prioridades porque entendemos a ligação entre uma rua pavimentada, sem alagamentos, e a qualidade de vida da população de Porto Velho”, resume Diego Lage.